Amilase

DCI com Advertência na Gravidez
O que é
A amilase é uma enzima que catalisa a transformação do amido em açúcares.

A amilase está presente na saliva dos seres humanos e alguns outros mamíferos, em que se inicia o processo de digestão química.

Os alimentos que contêm muito amido, mas pouco açúcar, como o arroz e batata, sabem levemente a doce à medida que são mastigados pois a amilase transforma alguns dos seus amidos em açúcar na boca.

O pâncreas também faz amilase (alfa-amilase) para hidrolisar o amido dietético em dissacáridos e trissacáridos, que são convertidos por outras enzimas em glicose para fornecer energia ao corpo.

As plantas e algumas bactérias também produzem amilase.

Como diastase, a amilase foi a primeira enzima a ser descoberta e isolada (por Anselme Payen, em 1833).

As proteínas específicas da amilase são designadas por diferentes letras gregas.

Todas as amilases são glicosídeo hidrolases e agem sobre as ligações α-1,4-glicosídicas.
Usos comuns
As Amilases encontram utilização na panificação e para quebrar açúcares complexos, tais como o amido (que se encontra na farinha), em açúcares simples.

As leveduras alimentam-se desses açúcares simples e convertem-no em resíduos de produtos álcool e CO2.

Isso dá sabor e faz com que o pão cresça.

Enquanto as amilases são encontradas naturalmente em células de levedura, é preciso tempo para a levedura para produzir o suficiente dessas enzimas para quebrar quantidades significativas de amido no pão.

Esta é a razão para as longas massas fermentadas tais como a massa azeda.

As técnicas de panificação modernas têm incluído amilases (frequentemente sob a forma de malte de cevada) como melhorador do pão, tornando assim o processo mais rápido e prático para o uso comercial.
Tipo
Sem informação.
História
Sem informação.
Indicações
Terapêutica e profilaxia do edema em variadas situações.

Adjuvante da antibioterapia.
Classificação CFT

09.05 : Enzimas anti-inflamatórias

Mecanismo De Ação
Preparação enzimática com atividade antiedematosa e anti-inflamatória.

O modo de ação da alfa-amilase no edema inflamatório caracteriza-se por:
- Hidrólise com os polissacáridos de exsudado inflamatório, tornando-o mais fluido
- Inibição da permeabilidade capilar anormal (que se encontra aumentada durante o primeiro estádio da inflamação) diminuindo a saída dos líquidos dos vasos permitindo a reabsorção mais fácil do edema.
Posologia Orientativa
1 Comprimido revestido (3 000 U. CEIP) três vezes por dia antes das principais refeições.
Administração
Via oral.
Contraindicações
Não tomar:
- Se tiver alergia (hipersensibilidade) à substância ativa, alfa-amilase.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Afeções dos tecidos cutâneos e subcutâneos:
Muito raros: erupções de tipo urticária.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados aqui, informe o médico ou farmacêutico.
Advertências
Gravidez
Gravidez
Gravidez:Só deve ser receitado a mulheres grávidas com muita precaução.
Precauções Gerais
Tomar especial cuidado:
- Se for um doente com problemas hereditários raros de intolerância à frutose, malabsorção de glucose-galactose ou insuficiência de sucrase-isomaltase não deve tomar este medicamento.

- Quando houver persistência ou aparecimento de novos sintomas (dores de garganta graves, dores de cabeça, náuseas, vómitos) ou em caso de febre associada, deve reavaliar-se a estratégia terapêutica.

Este medicamento não deve ser utilizado durante longos períodos de tempo sem conselho médico.
Cuidados com a Dieta
Aconselha-se a toma antes das refeições.
Terapêutica Interrompida
Não tomar uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Cuidados no Armazenamento
Não conservar acima de 25ºC.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Espectro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.
Sem efeito descrito

Amilase + Outros medicamentos

Observações: N.D.
Interações: Não há conhecimento de relatos de interações entre a alfa-amilase e outros medicamentos. - Outros medicamentos
Contraindicado

Miglitol + Amilase

Observações: N.D.
Interações: Os adsorventes intestinais (ex. carvão activado) e as preparações de enzimas digestivas contendo enzimas degradantes de hidratos de carbono (ex. amilase e pancreatina) podem reduzir o efeito do miglitol e portanto não devem ser usados concomitantemente. - Amilase
Identificação dos símbolos utilizados na descrição das Interações da Amilase
Informe o médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Informação revista e actualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 08 de Setembro de 2020