Acetato de cálcio

DCI com Advertência na Gravidez DCI/Medicamento Sujeito a Receita Médica (a ausência deste simbolo pressupõe Medicamento Não Sujeito a Receita Médica)
O que é
A composto químico acetato de cálcio é o sal de cálcio do ácido acético.

Tem a fórmula química Ca (C2H3O2)2.

O seu nome padrão é acetato de cálcio, enquanto etanoato de cálcio é o nome sistemático do IUPAC.

O seu nome antigo é acetato de cal.

A forma anidra é muito higroscópica, por isso a forma monohidratada (Ca (CH3COO) 2 - H2O, CAS [5743-26-0]) é a mais comum.

Quando adicionado um álcool a uma solução saturada de acetato de cálcio forma-se um gel semi-sólido inflamável.

Se for adicionado etanol ao acetato de cálcio, o gel resultante é de cor esbranquiçada, com características físicas da bola de neve.
Usos comuns
O acetato de cálcio é usado para controlar os níveis de fosfato para que não subam demasiado nas pessoas com insuficiência renal.
Tipo
pequena molécula
História
Sem informação.
Indicações
O acetato de cálcio faz parte de uma série de sais de cálcio utilizados para tratar a hiperfosfatemia (excesso de fosfato no sangue) em pacientes com doença renal.
Classificação CFT
11.03.02.01.01     Cálcio
Mecanismo De Ação
O acetato de cálcio e outros sais de cálcio são aglutinantes de fosfato.

Eles actuam pela ligação com o fosfato nos alimentos consumidos, para que este seja eliminado do corpo sem ser absorvido.
Posologia Orientativa
Dose adulta usual para hiperfosfatemia:
Inicial: 1.334 mg por via oral, com cada refeição.

Manutenção: A dosagem pode ser gradualmente aumentada para reduzir os níveis de fósforo a gama alvo, enquanto não se desenvolve a hipercalcemia.

A maioria dos pacientes necessitam de 3 a 4 cápsulas de gel ou de 15 a 20 ml com cada refeição.
Administração
A dose inicial é de 10 ml com cada refeição.

Titula-se a dose a cada 2 a 3 semanas, até que um nível aceitável de fósforo no soro seja atingido.

A maioria dos pacientes necessita de 15 a 20 ml com cada refeição.
Contraindicações
Pacientes com hipercalcemia.
Efeitos Indesejáveis/Adversos
Deve obter-se ajuda médica de emergência se experimentar algum dos seguintes sinais de reação alérgica: urticária, dificuldade em respirar, inchaço do rosto, lábios, língua ou garganta.

A probabilidade de ocorrerem efeitos secundários menos graves é maior, tais como:
- Náuseas, vómitos, perda de apetite;
- Prisão de ventre;
- Boca seca ou aumento da sede, ou
- Urinar mais do que o habitual.

Esta não é a lista completa dos efeitos secundários, podendo ocorrer outros.
Deve pedir-se aconselhamento ao médico sobre os efeitos secundários.
Advertências
Gravidez
Gravidez:Todos os trimestres: C - Não há estudos adequados em mulheres. Em experiências animais ocorreram alguns efeitos colaterais no feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.
Precauções Gerais
É muito importante que o médico verifique o progresso em visitas regulares, especialmente durante os primeiros meses de tratamento com acetato de cálcio, uma vez que a sua dose poderá ter de ser ajustada.

Isto é para garantir que o acetato de cálcio está a funcionar correctamente e não provoca efeitos indesejáveis.

Podem ser necessários exames sanguíneos para verificar se há efeitos indesejáveis.

Às vezes, você pode desenvolver hipercalcemia (excesso de cálcio no sangue) e não ter quaisquer sinais de aviso.

Pode ser necessário fazer exames sanguíneos com alguma regularidade, enquanto em tratamento com acetato de cálcio de modo a verificar a quantidade de cálcio e fósforo no sangue.

Compareça a todas as consultas marcadas pelo médico.

Em caso de hipercalcemia leve, pode perder o apetite e ter náuseas, vómitos, ou prisão de ventre.

Se o problema for grave, pode sentir-se confuso ou extremamente animado.

Suspenda o uso de acetato de cálcio e contacte o médico imediatamente se pensa que pode ter hipercalcemia grave.

Não tome outros produtos contendo cálcio, incluindo suplementos dietéticos e antiácidos.

O médico pode ajustar a quantidade de alimentos que contenham cálcio que ingere.

Tomar muito cálcio enquanto se está a tomar acetato de cálcio pode causar hipercalcemia.
Cuidados com a Dieta
Tomar o medicamento às refeições, a menos que o médico diga o contrário.

Pode ser necessário manter um diário alimentar para determinar quanto cálcio está adquirindo através da dieta.
Terapêutica Interrompida
Tomar a dose assim que se lembrar.

Não tomar a dose esquecida se for quase hora da próxima dose.

Não tomar medicamento extra para compensar a dose esquecida.
Cuidados no Armazenamento
Armazenar o acetato de cálcio a 77 graus F (25 graus C).

O armazenamento breve a temperaturas entre 59 e 86 graus F (15 e 30 graus C) é permitido.

Armazenar à temperatura ambiente longe da luz, humidade e calor.

Não armazenar na casa de banho.

Mantenha o acetato de cálcio fora do alcance de crianças e longe de animais de estimação.
Espetro de Suscetibilidade e Tolerância Bacteriológica
Sem informação.

Acetato de cálcio + Tetraciclinas

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos. A administração concomitante de tiazidas resulta num risco acrescido de hipercalcemia.

Acetato de cálcio + Doxiciclina

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.

Acetato de cálcio + Quinolonas

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.

Acetato de cálcio + Bifosfonatos

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.

Acetato de cálcio + Fluoretos

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.

Acetato de cálcio + Anticolinérgicos

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.

Acetato de cálcio + Colecalciferol (ou Vitamina D3)

Observações: N.D.
Interações: Também pode ocorrer interacção com preparações de vitamina D. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.

Acetato de cálcio + Ergocalciferol (vitamina D2)

Observações: N.D.
Interações: Também pode ocorrer interacção com preparações de vitamina D. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos.
 Potenciadora do efeito Terapêutico/Tóxico

Acetato de cálcio + Glicosídeos cardiotónicos (cardíacos)

Observações: N.D.
Interações: Pode ocorrer um aumento do efeito com glicosídeos cardíacos e uma diminuição do efeito com os antagonistas dos canais do cálcio.
 Redutora do efeito Terapêutico/Tóxico

Acetato de cálcio + Bloqueadores da entrada de cálcio (antagonistas de cálcio)

Observações: N.D.
Interações: Pode ocorrer um aumento do efeito com glicosídeos cardíacos e uma diminuição do efeito com os antagonistas dos canais do cálcio.
 Potencialmente Grave

Acetato de cálcio + Adrenalina

Observações: N.D.
Interações: Se o nível do cálcio estiver aumentado, a utilização de adrenalina pode causar uma arritmia cardíaca grave.

Acetato de cálcio + Cálcio

Observações: N.D.
Interações: O consumo de grandes quantidades de sais de cálcio pode causar uma precipitação dos ácidos gordos ou dos ácidos biliares sob a forma de sabões de cálcio. Estes podem alterar a absorção do ácido ursodesoxicólico e do ácido chenodesoxicólico assim como de gorduras e de vitaminas lipossolúveis.

Acetato de cálcio + Inibidores da girase

Observações: N.D.
Interações: A toma concomitante de Acetato de cálcio com outros medicamentos pode alterar a sua absorção. Podem ocorrer alterações da absorção com vários medicamentos aniónicos, como por exemplo, tetraciclinas e doxiciclina, quinolonas (inibidores da girase), bifosfonatos, fluoretos e anticolinérgicos. Portanto, deve ser mantido um intervalo de 1-2 horas entre a toma de Acetato de cálcio e a de outros medicamentos. A administração concomitante de tiazidas resulta num risco acrescido de hipercalcemia.
Usar exatamente como indicado no rótulo, ou como prescrito pelo médico.

Não utilizar em quantidades maiores ou menores, ou por mais tempo do que o recomendado.

Tomar o medicamento as refeições, a menos que o médico indique o contrário.

Pode ser necessário manter um diário alimentar de forma a medir a quantidade de cálcio ingerido através da dieta.

Para ter certeza que a medicação está a beneficiá-lo, e não a causar efeitos nocivos, terão de ser realizados frequentemente exames sanguíneos.

Também pode ser necessário recorrer a exames de raios-x para verificar a existência de depósitos de cálcio em torno das articulações ou outros tecidos moles.

Visite o médico regularmente.
Informação revista e atualizada pela equipa técnica do INDICE.EU em: 11 de Outubro de 2017