Organizações veterinárias recordam perigos da não vacinação dos animais

  Tupam Editores

Poucas coisas são mais eficazes na prevenção de doenças infecciosas do que a vacinação. A imunização constitui uma barreira protetora para doenças que podem pôr em risco a vida dos animais.

No Dia Mundial da Vacinação Animal, comemorado a 20 de abril, várias organizações do setor da saúde animal e veterinárias uniram-se para recordar a sociedade civil da importância da vacinação animal.

Segundo estas organizações, a crescente tendência de questionar a necessidade de vacinação dos animais, sobretudo na Europa, está a permitir o desenvolvimento de doenças mortais que afetam não só os animais, mas também as pessoas.

Só no Reino Unido, os médicos veterinários reportaram uma queda na taxa de vacinação de cães e gatos de cerca de 7 por cento entre 2011 e 2017. Para estas organizações de saúde animal isto significa que os animais de companhia podem estar novamente em risco de desenvolver doenças mortais.

Vacinação de cão

Roxane Feller, Secretária Geral da AnimalhealthEurope, chama a atenção para o facto de, noutras partes do mundo, aproximadamente 60 mil pessoas morrerem todos os anos por causa da raiva, na sua maioria proveniente de cães. Assim, esta atitude face à vacinação na Europa converte-se numa preocupação grave.

As vacinas são ferramentas excelentes na prevenção de doenças tanto nos animais como nas pessoas mas a falta de compreensão de como funcionam pode pôr em risco a população, que pode ver-se ameaçada novamente com doenças mortais.

Segundo Wolfgang Dohne, Presidente da Federação Veterinária de Animais de Companhia na Europa (FECAVA), ainda que a maioria dos donos de animais de companhia estejam conscientes da importância das vacinas e sigam os conselhos dos veterinários, algumas informações erradas, as preocupações sobre os custos, a influência exercida por pessoas não especialistas e o aumento dos chamados “tratamentos homeopáticos” são fatores que têm contribuído para diminuir as taxas de vacinação em muitos países europeus.

ARTIGO

Relacionados

ÉTICA VETERINÁRIA

Quem não conhece uma pessoa cujo sonho em criança era ser veterinária/o? O amor incondicional que sentiam pelos seus animais de companhia levava-os a dizer que, quando crescessem, queriam ser veteriná...

ANIMAIS PARA FINS CIENTÍFICOS

No ranking de temas que geram discussão entre defensores dos direitos dos animais e a comunidade científica, a experimentação animal ocupa o primeiro lugar. As razões são óbvias!

Destaques

0 Comentários