Desmame precoce pode influenciar agressividade em gatos

Desmame precoce pode influenciar agressividade em gatos

FELINOS

  Tupam Editores

5

O desmame precoce, definido como separação permanente da mãe antes do tempo que ocorreria na natureza, tem impactos de vária ordem na saúde e comportamento dos animais.

Gato a mamar no biberão

Por essa razão o desmame dos gatinhos deve ser bem planeado, progressivo e lento, para que haja adaptação do seu trato gastrintestinal e enzimas digestivas. Se ocorrer de forma rápida e precoce, o gatinho pode ficar com a “mania da sucção” e mamar em cobertores, roupas ou qualquer objeto e, mais importante ainda, pode levar a comportamentos de agressividade, entre outros problemas.

A conclusão é de um estudo que revela que os gatos que fazem o desmame antes das oito semanas têm maiores probabilidades de se tornarem agressivos.
Para chegar a este desfecho a equipa de investigação recolheu dados junto de donos de 5726 gatos de 40 raças diferentes, tendo sido possível concluir que os animais que fizeram o desmame antes das oito semanas de idade tinham um maior risco de revelar comportamentos agressivos.

Os gatinhos que haviam feito o desmame depois das 14 semanas, por sua vez, revelaram menor probabilidade de manifestar agressividade e comportamentos estereotipados, como excesso de cuidados de higiene, que foram detetados em animais que fizeram o desmame às 12 semanas.

Além disso, de acordo com os investigadores, o desmame precoce pode levar a uma diminuição do bem-estar mental do animal, pelo que fazer o desmame na altura mais adequada pode ser uma das melhores medidas para melhorar o bem-estar dos gatos domésticos.
 

Gato clonado na China pela primeira vez

Felinos

Gato clonado na China pela primeira vez

Uma empresa de biotecnologia comercial de clonagem de animais sediada em Pequim, que já clonou 40 cães e que, pela primeira vez, conseguiu clonar um gato.
CÃES PERIGOSOS - Conheça o tema de A a Z

Canídeos

CÃES PERIGOSOS - Conheça o tema de A a Z

Muito se ouve falar, ultimamente, sobre cães perigosos e raças potencialmente perigosas mas a verdade é que ainda há muita ignorância relativamente ao assunto.
0 Comentários