Descobertos genes associados à deterioração do esmalte canino

  Tupam Editores

Uma equipa de cientistas da Faculdade de Veterinária da Universidade de Helsínquia descobriu que, à semelhança dos humanos, os cães possuem os genes ENAM e ACP4, responsáveis pela deterioração do esmalte canino, que pode levar ao desenvolvimento de doença periodontal.

A doença periodontal é a afeção mais comum da cavidade oral dos canídeos e afeta os tecidos de sustentação do dente que formam o periodonto, que é composto pela gengiva, pelo ligamento periodontal, pelo cemento e pelo osso alveolar. O agente etiológico da doença é a placa bacteriana acumulada sobre a superfície dos dentes.

De acordo com os cientistas o desenvolvimento do esmalte dentário é um processo complexo e qualquer patologia ou infeção pode reduzir a sua quantidade. Para além das questões estéticas, os problemas relacionados com o esmalte dentário podem ter um grande impacto não só na saúde oral, mas também no bem-estar do animal.

Doença periodontal em cão

O estudo agora publicado conseguiu demonstrar que algumas das doenças hereditárias que afetam o esmalte dos dentes dos cães estão associadas aos genes ENAM e ACP4, também presentes nos seres humanos.

Os cientistas destacaram a importância do gene ENAM, que fornece uma proteína chave para o esmalte dentário, já que é fundamental para alcançar a espessura adequada durante o desenvolvimento dentário.

A descoberta de que estes genes são responsáveis pela deterioração do esmalte canino, fornecerá novas ferramentas de diagnóstico aos veterinários e reprodutores, e ainda permite explicar as causas das suas afeções, tendo em conta a sua natureza hereditária e o desenvolvimento de tratamentos mais eficazes.

ARTIGO

Relacionados

CÃES GRANDES EM CASA

Mas será que um cão grande não pode viver num apartamento? O genoma do cão parece ser quase infinitamente maleável, existindo atualmente cerca de 400 raças. Desde que o Homem começou a domesticar este...

JOGOS PARA EDUCAR O SEU CÃO

Tal como os humanos, também os cães gostam de brincar! E gostam tanto que levam a brincadeira para lá da adolescência. Se convive com cães sabe que muita da interação acontece naturalmente: atirar uma...

Destaques

0 Comentários