ENVELHECIMENTO

Humanização da medicina e envelhecimento junta profissionais de saúde

O envelhecimento é uma fase da vida com cada vez mais impacto e importância na sociedade em que estamos inseridos. Certamente o significado de “velhice” está a alterar-se, mudando os pressupostos para o doente, os profissionais de saúde e a sociedade, no geral.

Humanização da medicina e envelhecimento junta profissionais de saúde

Neste sentido, no próximo dia 21 de março, às 16h30, nos Montes Claros, em Lisboa, terá lugar a Conferência Astellas 2019, que pretende discutir a “Medicina Humanizada – Envelhecimento ou Longevidade?”. A discussão tem como objetivo refletir sobre uma das questões mais humanistas da vertente da medicina: a saúde e o doente dos dias de hoje.

A iniciativa irá contar com especialistas de várias áreas e com diferentes experiências, que darão o seu parecer, através de reflexão sobre o nosso futuro como pessoa, futuro como ser humano, e a contribuição da medicina para o aumento da longevidade, bem como as necessidades de adaptação na saúde.

Júlio Machado Vaz, professor universitário aposentado e psiquiatra, modera a sessão olhando para os desafios do envelhecimento e que mais-valias traz a longevidade.

Tiago Reis Marques, psiquiatra e investigador em neurociência, vai explicar de que forma conseguiremos alcançar a longevidade e proteger o nosso cérebro de um envelhecimento mais acelerado.
Joana Santos Silva, farmacêutica e professora na Universidade Católica, aborda quais os avanços tecnológicos existentes na medicina que nos permitirão viver muitos mais anos e com mais saúde.

Júlio Isidro, reconhecido como um dos mais bem-sucedidos profissionais da televisão portuguesa, vai participar no Debate da Conferência, onde falará, na primeira pessoa, de que forma é que a Humanização da Medicina está ligada ao aumento da longevidade.

“O nosso objetivo com esta iniciativa é promover o debate sobre um tema que nos toca a todos - o envelhecimento, percebendo quais os principais avanços que estão a ser realizados na saúde e qual o impacto na longevidade da sociedade. Para discutirmos esta ideia, vamos juntar várias pessoas, todas com diferentes experiências e conhecimentos para que nos possam mostrar de que forma é que a humanização da medicina está ligada com o aumento da longevidade”, refere Filipe Novais, general manager da Astellas Farma em Portugal.

A conferência vai juntar vários profissionais de saúde, personalidades da área da saúde, associações de doentes, sociedades científicas, diretores hospitalares e das principais universidades de Medicina em Portugal.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS