ONCOLOGIA

Farmacovigilância em Oncologia reúne especialistas em Coimbra

A Conferência de Farmacovigilância em Oncologia (Pharm+V) traz a Portugal cerca de 200 profissionais ligados ao setor da saúde para debater a segurança durante as atividades realizadas em todo o ciclo de vida dos medicamentos utilizados em oncologia.

Farmacovigilância em Oncologia reúne especialistas em Coimbra

Durante dois dias, esta quinta e sexta-feira, Coimbra será palco de um encontro que reúne profissionais de toda a Europa para participar no Pharm+V - Conferência de Farmacovigilância em Oncologia. Este é um evento que oferece aos participantes uma visão geral das atividades realizadas em todo o ciclo de vida dos medicamentos utilizados ​​em oncologia.

Sendo a farmacovigilância a ciência e atividade relacionada com a deteção, avaliação, compreensão e prevenção de efeitos adversos ou qualquer problema relacionado com fármacos, o encontro colocará em debate as mais modernas metodologias utilizadas para monitorizar a segurança dos medicamentos e o impacto clínico, social e económico das reações adversas a medicamentos.

Para Maria Filomena Botelho, professora da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e coordenadora do projeto ONCONET SUDOE em Portugal, “este é um encontro que colocará em destaque os processos de farmacovigilância, dando a conhecer grande parte das atividades realizadas em todo o ciclo de vida dos medicamentos usados ​​em oncologia que vão desde a investigação e desenvolvimento de fármacos, passando pela prática clínica pós-comercialização, os aspetos legais, regulatórios e éticos, a monitorização da segurança dos medicamentos, até ao impacto clínico, social e económico das reações adversas a medicamentos”.

“O ONCONET SUDOE, enquanto projeto que visa estabelecer uma rede em oncologia através da mobilização de profissionais na área da saúde na região sudoeste da Europa em diagnóstico, assistência e investigação, tem conseguido reunir nas suas iniciativas os melhores profissionais. Estes são muitas vezes integrados em projetos colaborativos, de modo a levar a cabo as melhores práticas profissionais e políticas de saúde pública no âmbito da Oncologia.

Dada a importância que atribuímos à troca e transferência de conhecimento, é objetivo da organização trazer ao evento especialistas com diferentes competências, capazes de discutir e partilhar as mais atuais práticas na área da Farmacovigilância”, acrescenta André Pereira, professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e membro do projeto.

Presente em Portugal, o projeto europeu ONCONET SUDOE - Rede Europeia de Cooperação em Oncologia, tem como principal objetivo criar uma área de cooperação em Oncologia, colocando em contacto centros de investigação, universidades, unidades de saúde e empresas de Portugal, Espanha e França.

O projeto foi cofinanciado pelo Programa Interreg Sudoe através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). A realização do Pharm+V - Conferência de Farmacovigilância em Oncologia conta ainda com o apoio do AIBILI, através da Unidade de Farmacovigilância de Coimbra, e do INOV C.

A Unidade de Farmacovigilância de Coimbra é uma Unidade Regional do Sistema Nacional de Farmacovigilância apoiada pela Autoridade Nacional de Medicamentos e Produtos de Saúde (INFARMED, IP).

O INOV C é um projeto estratégico cofinanciado pelo Centro 2020 através do FEDER com o objetivo de consolidar a Região Centro enquanto referência nacional na criação de produtos e serviços resultantes de atividades de Investigação & Desenvolvimento.

Fonte: press release

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS