Música pode reduzir ansiedade durante cirurgia

Música pode reduzir ansiedade durante cirurgia

MEDICINA E MEDICAMENTOS

  Tupam Editores

0

Pacientes submetidos a um bloqueio de nervo periférico têm uma alteração semelhante nos scores de ansiedade ao ouvirem uma música, em comparação com o uso do medicamento midazolam, de acordo com um estudo publicado na revista Anesthesia & Pain Medicine.

Cientistas da Universidade da Pensilvânia, na Filadélfia, Estados Unidos, compararam o uso de música com o uso do midazolam, um ansiolítico pré-operatório, antes da realização de um bloqueio de nervo periférico de injeção única guiado por ultrassom.

Os efeitos ansiolíticos do midazolam intravenoso (1 mg a 2 mg) foram comparados aos efeitos da medicina musical com uso de fones de ouvido com cancelamento de ruído.

Os cientistas descobriram que ambos os grupos tiveram uma mudança similar nos scores de ansiedade após o procedimento (grupo musical, -1,6; grupo midazolam, -4,2;).

Música-cirurgia

O grupo midazolam apresentou maiores scores de satisfação do paciente com a experiência do procedimento; não foram observadas diferenças entre os grupos nos scores de satisfação do médico com a experiência do procedimento.

Em comparação com o grupo do midazolam, o grupo musical apresentou maior perceção do paciente e do médico quanto às dificuldades na comunicação.

Assim, segundo os autores, a medicina musical pode ser oferecida como alternativa à administração do midazolam antes da anestesia regional periférica. No entanto, mais estudos são necessários para avaliar se o tipo de música, bem como a forma como é oferecida a música, oferece vantagens sobre o midazolam que superem o aumento das barreiras de comunicação.

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
20 de Fevereiro de 2020

Referências Externas:

NOOTRÓPICOS - Aumente o poder da sua mente

MEDICINA E MEDICAMENTOS

NOOTRÓPICOS - Aumente o poder da sua mente

Desde o início da civilização que os seres humanos recorrem a substâncias externas ao organismo para alcançar estados alterados de consciência, prazer, analgesia, euforia, relaxamento, entre outros.
Pintar com os pés: cérebro mapeia-os como mãos

MEDICINA E MEDICAMENTOS

Pintar com os pés: cérebro mapeia-os como mãos

Investigadores da Universidade de Londres, observaram, pela primeira vez, em pessoas que pintam com os pés, que a atividade dos seus dedos inferiores era mapeada pelo cérebro como dedos das mãos.
SUPER ANTIVIRAIS

MEDICINA E MEDICAMENTOS

SUPER ANTIVIRAIS

O desenvolvimento de novas armas contra as infeções virais é de extrema importância, especialmente tendo em conta a evolução da resistência aos antivíricos existentes.
0 Comentários