Mais de 70% dos casos de cancro da bexiga associados ao consumo de tabaco

  Tupam Editores

Mais de 70 por cento dos casos de cancro da bexiga estão associados ao consumo de cigarro, afirma o urologista Francisco Kanasiro, diretor da Sociedade Brasileira de Urologia – Secção de São Paulo.

Segundo explica o especialista, as substâncias tóxicas presentes no cigarro são eliminadas pelo rim, agredindo a parede da bexiga. A maior prevalência da doença é em pessoas acima de 60 anos de idade.

“Já o cancro da bexiga não relacionado com o tabagismo ocorre em pacientes mais jovens ou mais velhos. Abaixo dos 50 anos, acredita-se que pode haver alguns genes envolvidos. Já a partir dos 80, está relacionado ao envelhecimento do corpo”, afirma.

Outros fatores que facilitam o desenvolvimento desse tipo de tumor são exposição à radiação, como na radioterapia, infeção urinária com muita frequência e trabalhar com produtos químicos derivados de petróleo, como o benzeno.

Cancro-bexiga

“A primeira causa desse tipo de cancro é o cigarro, seguida do contato com benzeno”, explica o médico.

O cancro da bexiga é considerado raro, porém agressivo, de acordo com o urologista. O principal sintoma da doença é a presença de sangue na urina, a chamada hematúria, comum a diversos problemas do trato urinário, como cálculos renais e infeção urinária.

“O principal sintoma de cancro da bexiga é a presença visível de sangue na urina, sem apresentar dor, diferentemente da infeção urinária, por exemplo, em que o sangue na urina é microscópico e, portanto, só constatado por meio de exame laboratorial, além de manifestar outros sintomas, como febre e dor ao urinar”, explica.

O urologista afirma que, quando outras doenças do trato urinário são descartadas, por meio de ultrassom, tomografia computadorizada ou ressonância magnética, é realizada a citoscopia, exame no qual é introduzida uma câmara na bexiga por meio da uretra, com anestesia local.

“Tumores com menos de 0,5 cm não são detetáveis em exames de imagem. Já na citoscopia, além de o tumor ser visto, é possível realizar uma biópsia e até retirá-lo”, conclui o especialista.

ARTIGO

Relacionados

Destaques

GRAVIDEZ E MEDICAMENTOS

A gravidez é um momento único na vida de uma mulher e o nascimento de uma criança saudável é a expectativa maior dos pais. Durante o período gestacional ocorrem profundas alterações fisiológicas no co...

MAGNÉSIO - O mineral chave da saúde e longevidade!

Sofre de dores de cabeça, fadiga, insónias e indisposição? Já acordou abruptamente, a meio da noite, com uma dor excruciante numa perna, vulgarmente conhecida por cãibra? Nesse caso, é grande a probab...
0 Comentários