FDA concede revisão prioritária a upadacitinib no tratamento da artrite reumatoide moderada a grave

100


FDA concede revisão prioritária a upadacitinib no tratamento da artrite reumatoide moderada a grave

  Tupam Editores

A Food and Drug Administration (FDA), entidade que regula os medicamentos nos Estados Unidos, aceitou para revisão prioritária o pedido de autorização de upadacitinib no tratamento de doentes adultos com artrite reumatoide moderada a grave.

O upadacitinib é um inibidor oral seletivo de JAK1, de toma diária única, em investigação, que está a ser estudado para o tratamento de diversas doenças imunomediadas.

O pedido de autorização (New Drug Application - NDA) é sustentado por dados resultantes do programa SELECT, um programa global de Fase 3 de upadacitinib na artrite reumatoide, que avaliou mais de quatro mil doentes com artrite reumatoide moderada a grave em cinco estudos de Fase 3.

Em todos os estudos publicados até à data, upadacitinib alcançou todos os objetivos primários e secundários. Os acontecimentos adversos graves mais frequentes foram infeções.

Artrite reumatóide

Os principais resultados destes estudos clínicos foram já anunciados anteriormente. O upadacitinib não está ainda aprovado e a sua segurança e eficácia não foram avaliadas pelas autoridades regulamentares.

Este fármaco está também a ser avaliado pela Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) para o tratamento de doentes adultos com artrite reumatoide moderada a grave.

O robusto programa de Fase 3 na artrite reumatoide - SELECT - avalia mais de 4 900 doentes com artrite reumatoide moderada a grave em seis estudos. Os estudos incluem avaliações de eficácia, segurança e tolerância, em diferentes populações de doentes com artrite reumatoide.

As principais avaliações de eficácia incluíram as respostas ACR, o Índice de Atividade da Doença (DAS28-PCR) e a inibição da progressão radiográfica.

ARTIGO

Relacionados

NOOTRÓPICOS - Aumente o poder da sua mente

Desde o início da civilização que os seres humanos recorrem a substâncias externas ao organismo para alcançar estados alterados de consciência, prazer, analgesia, euforia, relaxamento, entre outros.

Destaques

MEMÓRIA, BASE DO CONHECIMENTO - O que é e como funciona?

De forma razoavelmente simplificada, a memória humana pode ser definida como a capacidade inata do cérebro para obter, armazenar e evocar informações disponíveis no cérebro – a chamada memória biológi...
0 Comentários