Beber água pode produzir benefícios cognitivos em idosos

100


Beber água pode produzir benefícios cognitivos em idosos

  Tupam Editores

Pessoas mais velhas devem beber mais água para obter os benefícios cognitivos do exercício, sugere uma nova pesquisa que explorou a associação entre o estado de hidratação antes do exercício físico e a cognição com exercícios em idosos.

A desidratação tem mostrado prejudicar o desempenho do exercício e a função cerebral em jovens, mas pouco se sabe sobre o seu impacto em populações mais velhas.

"Adultos mais velhos apresentam frequentemente uma perceção de `não´ sede, o que os coloca em risco de desidratação e, consequentemente, pode reduzir os benefícios do exercício relacionados com a saúde cognitiva", escreveu a equipa de investigadores.

Para o estudo foram recrutados ciclistas recreativos, com uma idade média de 55 anos, que participaram num evento de ciclismo; os ciclistas realizaram um teste de função executiva antes e depois do evento.

Idoso a beber água

A função executiva inclui as habilidades necessárias para planear, focalizar, lembrar e executar várias tarefas. O exercício demonstrou melhorar a saúde intelectual, incluindo a função executiva.

A equipa testou a urina dos voluntários antes que eles se exercitassem e dividiu-os em dois grupos com base no seu estado de hidratação.

O grupo de hidratação normal apresentou uma melhoria significativa no tempo de conclusão do teste após o ciclismo, quando comparado com o teste feito antes do evento.

O grupo de desidratação também completou o teste após o evento, mas a redução do tempo não foi significativa.

"Isto sugere que os adultos mais velhos devem adotar comportamentos adequados de beber água para reduzir a fadiga cognitiva e potencialmente aumentar os benefícios cognitivos da participação regular de exercícios", escreveram os autores.

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
27 de Junho de 2018

Mais Sobre:
SAÚDE IDOSO ÁGUA

Referências Externas:

Relacionados

QUEDAS NO IDOSO

O envelhecimento é um processo natural, progressivo, irreversível e incontrolável de declínio das funções fisiológicas do indivíduo, que não resulta necessariamente na sua incapacidade mas que, pelo a...

Destaques

HERPES

O nome da doença não disfarça os seus efeitos! Com origem no termo grego “herpein”, que significa “alastrar” ou “rastejar”, herpes é a palavra usada para designar uma doença viral da pele, altamente c...
0 Comentários