ZOOMARINE, MAIS QUE LAZER

  Tupam Editores

Considerado equipamento de interesse público turístico, o Zoomarine é um parque aquático temático, situado no coração do Algarve, próximo de Albufeira, freguesia da Guia na estrada nacional 125, implantado em prédio com a área bruta total de 49,9 hectares e tendo cerca de 18 hectares de área edificada com os mais diversos equipamentos, parte dela integrada na Reserva Ecológica Nacional de Albufeira.

Inaugurado em 3 de agosto de 1991, o parque aquático Zoomarine, tem por atividade principal a vida marinha com uma forte componente de animação, lazer e educação ambiental, na qual está fortemente ancorada a atividade educacional e de investigação.

É considerado o parque temático com maior atratividade na região do Algarve, assumindo grande relevância em termos turísticos, combinando várias vertentes, tais como diversão, assistência médico-veterinária à fauna marinha, investigação no campo da biologia marinha e educação ambiental.

Rapid River Zoomarine

A partir de 2008, com a instalação de novos equipamentos como o "Rapid River", uma mais valia única na região e que veio servir para ancorar a missão principal que o Zoomarine defende em prol da vida dos oceanos, verificou-se um grande incremento da sua atividade, em particular na vertente do entretenimento.

Entre os vários galardões com que foi distinguido desde a sua criação, contam-se a Medalha de Mérito Turístico no Grau Prata atribuído pela Secretaria de Estado do Turismo (1997), Medalha de Honra do município pelos serviços distintos e meritórios prestados (2004), Medalha de Dedicação à Atividade Turística Grau Ouro pela Região de Turismo do Algarve e, também com o Prémio Manuel d’Arriaga, pelo seu contributo à causa zoófila, entregue pela Sociedade Protetora dos Animais.

Atualidade

O evento "Jantar 25 anos do Zoomarine" realizado a 9 de julho foi o mais importante dos muitos que integraram a celebração das bodas de prata do parque, tendo contado com a presença da Secretária de Estado do Turismo, do Presidente da Câmara Municipal de Albufeira e outras individualidades. A inauguração de uma escultura em bronze "Sorrisos Partilhados", na nova fachada exterior do estádio dos golfinhos, que vem eternizar a bela relação de cumplicidade e amizade, que durante 43 anos juntou o presidente e fundador do Zoomarine, Pedro Lavia, a Sam, o patriarca da família de golfinhos do Zoomarine, constituiu o culminar do evento.

Fruto do prestigiado labor nas áreas da Ciência, Conservação e Educação, reconhecido universalmente por mais de 10 milhões de visitantes, o Zoomarine ganhou, por mérito próprio, o estatuto de "grande atração mundial do Algarve", tendo sido eleito pelo TripAdvisor Travelers Choice Awards em 2013, 2014, 2015 e 2016 e também pelo Publituris Trade Awards em 2015 e 2016 o sétimo melhor da europa na sua categoria.

Espetaculo de Golfinhos

Desde que foi criado o ranking internacional, o Zoomarine alcançou sempre um lugar no Top-10, sendo o único parque português que marca presença neste seletivo leque de grandes parques de diversão da Europa!

Para isso, muito contribuiu a qualidade e variedade dos serviços disponibilizados, a dedicação dos seus colaboradores e os 500 mil visitantes que em média recebe anualmente, tendo atingido um pico histórico diário de 8300 pessoas no verão de 2014, o que marcou o início da recuperação definitiva do decrescimento do turismo verificado nos 5 anos anteriores, segundo comunicado então divulgado pela administração do empreendimento.

Espetaculo de Aves

Devido à conjugação de vários fatores externos que impulsionaram fortemente a procura dos turistas pela região do Algarve e uma aposta clara na gestão dos meios de comunicação externa, o Zoomarine atingiu os 10 milhões de visitantes a 26 de junho de 2016, e espera superar em cerca de 10 a 15 por cento a faturação de 13,5 milhões de euros em 2015 para 14,85 a 15,5 milhões este ano, ainda longe do record de 15 milhões de euros obtidos em 2003, segundo declarações de Pedro Lavia ao Económico em maio passado, referindo no entanto que 2014 havia sido o melhor ano do empreendimento em termos financeiros. É por isso uma unidade da maior relevância económica para a região e para o país.

A administração do empreendimento, além de ter vindo a apostar no crescimento das áreas úteis, tem igualmente aumentado e diversificado a oferta. Nesse sentido está previsto fomentar a duração média de visita, criar incentivos à visita do segundo dia e promover a fidelização dos visitantes.

Para além das atividades regulares que estão na base da sua criação, desde que foi inaugurado que o espaço tem sido usado para as mais variadas atividades, nomeadamente como palco e cenário de filmagens para telenovelas e outros programas de entretenimento dos media, algumas vezes com a participação ativa de vários dos seus elementos, nomeadamente dos golfinhos e outros.

Missão do Parque

Segundo os seus próprios conceitos, o Zoomarine tem por missão promover o conhecimento, a preservação e a educação ambiental de uma forma apaixonada e divertida, transportando adultos e crianças a um mundo de sonho e fantasia, criando emoções e sensações únicas que tocam corações e despertam mentalidades.

Enquadram-se nestes objetivos:

– criar elos de ligação com a natureza por forma a despertar o desejo de aprender, através de experiências singulares, que os jovens de hoje possam potenciar no futuro;

– compreender, consciencializar e participar ativamente na conservação e preservação da vida dos oceanos, das suas espécies e dos seus habitats;

– investigar, conhecer e partilhar os segredos da vida dos oceanos, promovendo o conhecimento, integrando e colaborando com as comunidades científicas, nacionais e internacionais;

– criar laços e fortalecer raízes com a comunidade, valorizar os indivíduos e contribuir ativamente para o desenvolvimento económico e social;

– transportar adultos e crianças a um mundo de aventura e fantasia, despertar sorrisos, sonhar e dar vida às emoções.

Evolução e funcionalidades

De acordo com o comunicado "Zoomarine de prata em 2016", neste ano de celebração do seu 25º aniversário, o parque temático iniciou a nova época a 22 de março e prolongar-se-á até 4 de novembro de 2016, altura em que entra em hibernação, sem que isso signifique paragem da atividade, pois a vida não pára.

É um dos locais mais visitados do Algarve, por turistas nacionais e estrangeiros, sendo frequente observar filas de pessoas logo pela manhã, na maioria grupos de familiares ou amigos, que ali pretendem passar o dia. Há quem venha precavido de casa com o "farnel", o que não é de todo necessário pois segundo os promotores, o espaço dispõe de restaurantes de boa qualidade a preços acessíveis, abertos das 10h00 às 19h30.

Crianças Cinema 4D

O Zoomarine oferece diversões aquáticas, contacto com a vida animal, carroceis, cinema 4D e prática de outros desportos ligeiros. Os golfinhos são no entanto a maior atração. São estes mamíferos que fazem a alegria dos cerca de meio milhão de visitantes que o parque temático recebe, em média, por temporada. Mas há muito mais a descobrir nos 18 hectares do parque.

A assinalar as bodas de prata do parque, o Estádio do Sam, de todos o mais visitado, foi objeto de alterações e introduzidas grandes melhorias como a ampliação do espaço dos golfinhos, agora com capacidade para 2000 pessoas e com melhor visibilidade. Nas zonas laterais foi criada uma zona de baixio, que permite aos treinadores ficarem mais próximos dos golfinhos e o caudal de água foi também aumentado.

Espetaculo de Focas

Foi também plantado um jardim vertical na zona exterior e a área das focas foi remodelada, passando a contar com um avião Cessna de cor amarelo brilhante que faz voar a imaginação de crianças e adultos. Este novo cenário faz parte da nova apresentação Wonderland, baseada na história da ilha perdida, que Diogo Rojão, responsável de Comunicação do Zoomarine, detalha.

Na área das aves de rapina foram melhoradas as zonas de sombra e de observação e ampliados os espaços para circulação de pessoas, com novos arruamentos.

O parque temático tem vindo a crescer em área e também em número de habitantes, comportando atualmente mais de cem espécies, na sua maioria animais de aquário, todos requerendo os mesmos cuidados quer o parque esteja aberto ao público ou não. As pessoas que trabalham no parque têm grande dedicação ao mundo animal e muitas estão ligadas a projetos de conservação e associações de proteção animal. Segundo os seus responsáveis, no verão as equipas de pessoal são reforçadas para dar resposta ao aumento de visitantes, chegando a atingir um total de 450 colaboradores.

Espreguiçadeiras

A área de exposição dos dinossauros, que em 2015 foi palco de incêndio que destruiu parcialmente a área de exposição, permanece encerrada e interdita ao público em 2016, sendo intenção da administração reabrir aquele espaço em 2017 com novos motivos de interesse, ainda em estudo.

O Zoomarine dispõe ainda de serviços de apoio como multibanco, aluguer de equipamento de conforto e segurança, lojas, hotel e restaurantes bem como primeiros socorros.

Mais que lazer...

Enquadrada na vertente de conservação e preservação da vida dos oceanos suas espécies e habitats o parque possui um "Porto de Abrigo" que presta apoio direto aos pedidos de socorro aos animais marinhos vivos em risco, após uma prévia avaliação e sempre que os meios o permitam.

Caso se verifique necessário, os espécimes em dificuldades são transferidos para o abrigo onde é feita uma avaliação clínica e comportamental exaustiva, pelos serviços veterinários do Zoomarine, com vista à sua reabilitação, sendo acompanhados até à recuperação e futura devolução ao meio natural.

Para efeito de recolha de informação e estudo das espécies, os técnicos do parque podem ainda dar apoio ao arrojamento de animais marinhos mortos, sempre que os meios logísticos o permitam.

Para realização destas atividades, o Porto de Abrigo possui uma equipa multidisciplinar permanente de dois biólogos e uma enfermeira veterinária apoiada por equipas de Medicina Veterinária, Controlo de Qualidade de Água, Manutenção de Equipamentos, Informática, entre muitos outros elementos, que contribuem para o sucesso da reabilitação destes espécimes.

Referidos na imprensa e nos media, como acontecimento feliz é o processo de devolução ao meio natural dos espécimes, que esporadicamente ocorre após a sua recuperação, com especial referência para as focas cinzentas, a primeira apanhada em redes de pesca em Peniche e a segunda perdida ao largo de Cascais, ambas devolvidas ao seu habitat natural em Inglaterra; a foca-de-crista, uma cria encontrada em más condições em Armação de Pêra, devolvida ao mar do norte na Holanda; lontras-de-rio encontradas ao longo da costa e em terra, transferidas para o parque biológico de Gaia para integrarem um programa de reprodução e repovoamento e as tartarugas devolvidas ao seu habitat marinho ao largo da costa algarvia, para além de outras ações de recuperação.

Na componente educação ambiental baseada nos princípios que norteiam a atividade do Zoomarine, o departamento educacional desenvolve ao longo do ano ações pedagógicas contínuas, dirigidas a todos os visitantes, independentemente da classe etária, tendo por objetivo o incremento da consciência ambiental, através da implementação de programas específicos dirigidos a grupos escolares e ao público em geral, combinando entretenimento e educação, de que são exemplo as visitas guiadas, sessões educacionais, apresentações didáticas e outros temas.

Tartaruga Zoomarine

Paralelamente à educação ambiental, o Zoomarine considera a atividade de um parque de natureza zoológica indissociável de contributos efetivos para a conservação da natureza, pelo que, desde a sua fundação, se entrega a uma participação ativa no campo da conservação da vida dos oceanos, das suas espécies e dos seus habitats.

Na área da ciência e investigação, tendo como princípio que a partilha de conhecimento potencia e acelera o desenvolvimento, desde há muito que a administração assumiu o compromisso de promover a partilha do saber, para além do investimento continuado que mantém em ciência e inovação. Refere um responsável que "a nossa filosofia visa contribuir para uma proteção mais eficaz das espécies presentes no meio natural, assim como o contínuo incremento do bem-estar dos espécimes sob cuidados humanos".

O Zoomarine dispõe ainda de uma base de dados de informação biológica, onde são armazenados importantes dados recolhidos através de amostras de sangue, não só dos espécimes do Zoomarine mas também dos espécimes arrojados, com o objetivo de que possa ser utilizada no âmbito de estudos sobre as espécies dos grupos a que pertencem, base essa que é disponibilizada regularmente a investigadores externos, que passam a contar com uma fonte de informação única.

Além disso, o Zoomarine não tem cessado a sua colaboração na área da formação de novos profissionais e na promoção e partilha de conhecimento, através de protocolos com entidades nacionais e estrangeiras, estando presentemente em curso mais de uma dezena destes projetos.

As outras famílias do Zoomarine

Para além dos mamíferos marinhos, que devem a sua designação por dependerem dos oceanos, coabitam no parque aves, répteis, peixes, invertebrados e plantas.

Aves de rapina

As aves são o segundo grupo mais representativo entre os vertebrados, apenas superadas pelos peixes, sendo conhecidas mais de 9600 espécies. Na floresta mágica do Zoomarine podem ser observadas aves tropicais, como araras, papagaios e catatuas) e aves de rapina como falcões, bufos e águias, que para além de exibirem a sua agilidade e beleza, partilham sons e cores pelos ares da floresta.

Os répteis, cuja caraterística principal reside no facto de respirarem por pulmões e terem o corpo revestido por escamas, também estão presentes nos habitats dos animais onde podem ser observadas tartarugas, crocodilos e aparentados, cobras e lagartos.

Peixe Palhaço

Os peixes são o grupo mais representativo entre todos os animais vertebrados, contando com mais de 500 milhões de anos de história evolutiva, sendo conhecidas mais de 25000 espécies divididas em dois grupos, o grupo dos peixes ósseos, como o veleiro-do-atlântico e de cartilagem (raia, tubarão e quimera), ambos com exemplares no Zoomarine.

Os invertebrados representam por si só, 95 por cento dos animais existentes na Terra e estão presentes em praticamente todos os habitats terrestres ou marinhos. Também os aracnídeos, moluscos (amêijoas, polvos, etc.) e crustáceos (caranguejos, lagostas, etc.), estão incluídos na classe, e alguns deles podem ser observados no parque.

Focas e leões-marinhos, agora com espaços melhorados, podem também ser observados junto ao "barco dos piratas" numa nova apresentação e coreografia apelativas.

Oferta educacional

Através de um conjunto de atividades pedagógicas bem estruturadas o Zoomarine oferece diariamente aos visitantes programas diversificados que ajudam a conhecer e melhor compreender o fascinante mundo natural, dirigidas a grupos organizados ou visitantes diários.

O programa denominado Salpicos da natureza, consiste numa sessão educacional de forte impacto pedagógico, baseado num equipamento móvel com diferentes estruturas biológicas, que reclamam a atenção geral e tem por objetivo possibilitar uma partilha dinâmica, divertida e educativa de curiosidades biológicas, ecológicas e conservacionistas, específicas de algumas espécies e dos seus ecossistemas.

O programa Volta ao aquário dá a conhecer de forma divertida, curiosidades da vida dos animais que habitam o aquário.

Educadores nómadas, é um conceito diferente de educação em movimento, que abrange diferentes áreas e horários, em que um educador itinerante dá resposta a questões zoológicas e ambientais, partilhando conhecimentos sobre as espécies.

Através do programa Alimentação das raias, o visitante de qualquer idade ou tamanho, pode interagir com estes dóceis animais, tocar-lhes e alimentá-los;

Outro programa de ATL denominado Guardiões do Zoomarine, oferece uma semana de experiências únicas para melhor conhecer os animais marinhos.

Dolphin Emotions e outras experiências
Menino e Golfinho

A experiência de interação com os golfinhos, Dolphin Emotions tem uma componente educacional e uma sessão dentro de água, onde os participantes, sob supervisão de um treinador, desfrutam de pura emoção com os golfinhos, durante cerca de 90 minutos. Há ainda a possibilidade de adquirir localmente fotos e vídeos da experiência.

– O parque dispõe de um mega espaço de diversão aquática, o Zoomarine Beach, onde o visitante poderá usufruir de uma praia de ondas, rodeada de fina areia, piscinas, escorregas aquáticos e playground aquático.

– Experiência de cinema 4D, através de animação digital de última geração agora num novo filme, Litle Dolphin, que relata alguns dos desafios que estes magníficos seres enfrentam ao longo da vida.

– Experiência Rapid River Harakiri e Wet zone piscinas para adultos, crianças e bebés com relvados e espaços verdes com as mais variadas diversões.

Prémios e distinções

O Zoomarine é hoje um parque oceanográfico de entretenimento educativo de referência internacional, sistematicamente eleito, desde 2012, como um dos 10 melhores parques da Europa. Além disso, como reconhecimento da sua aposta em ciência e inovação, pelo seu pioneirismo, assim como pela sua filosofia de partilha do conhecimento adquirido ao longo da sua atividade, tem recebido diversas distinções por parte das associações de que faz parte.

É local de trabalho de muitos biólogos e estudantes de biologia que ali fazem investigação, em estreita colaboração com várias universidades nacionais e estrangeiras, são voluntários (na recuperação de animais selvagens no Porto de Abrigo e na monitorização de fêmeas grávidas e de crias recém-nascidas), obtêm formação em educação ambiental, bem-estar animal, etologia, entre outras disciplinas.

Uma das mais recentes e significativas distinções entre as muitas com que já foi distinguido, foi a atribuição de Membro Honorário EAAM (European Association for Aquatic Mammals) – atribuído a Pedro Lavia, Fundador e Presidente do Zoomarine, grande impulsionador do empreendimento.

Programas

Entre as várias modalidades, o visitante pode optar pela Visita simples, com ou sem transporte; por uma das três Experiências Dolphin Emotions; por um Passe Anual com entradas ilimitadas durante um ano e condições especiais para o titular e acompanhantes; pelo Zoomarine Gift, um pacote-prenda para oferecer a amigos ou familiares; por um programa especial de ATL, com a duração de uma semana denominado Guardiões do Zoomarine ou ainda pelo Clube do Sam, igualmente um programa de entretenimento e ATL com a duração de 5 dias.

Divirta-se, aprenda, emocione-se e partilhe com familiares ou amigos e seja Feliz!

ARTIGO

Relacionados

OCEANÁRIO DE LISBOA

Promover o conhecimento dos oceanos, e sensibilizar os cidadãos para a importância da preservação do património natural, através da alteração dos seus comportamentos, é a missão do Oceanário de Lisboa...

JARDIM ZOOLÓGICO DE LISBOA

O Jardim Zoológico e de Aclimação de Lisboa é um espaço multigeracional onde os visitantes podem passar um dia fantástico, de constante aprendizagem, através da observação dos diferentes animais, ao m...

Destaques

Estudo sugere que cães são bons Personal Trainers

Cada vez com maior frequência são publicados estudos que revelam os diversos benefícios de ter um animal de estimação, seja a nível mental e emocional, na prevenção de alergias entre os mais pequenino...
0 Comentários