SEGUROS VETERINÁRIOS

  Tupam Editores

Quem tem animais de estimação sabe como a companhia que eles fazem não está isenta de preocupações. É bom estar-se preparado para os normais problemas de saúde, mas também para algumas brincadeiras mais desastrosas, que podem acabar em vasos partidos, arranhões, traquinices com outros animais, e até para a possibilidade de mordidelas. E para se estar sempre tranquilo, nada melhor que um seguro!

Casal com cão na praia

Se há pouco tempo atrás um seguro para cães parecia uma extravagância, ao longo dos últimos anos muitos produtos deste tipo têm surgido no mercado, sendo cada vez mais os tutores que optam por esta solução de saúde animal.

São vários os tipos de apólices relacionadas com a posse de animais de estimação. Enquanto alguns seguros oferecem apenas cobertura de responsabilidade civil ou de saúde, outros englobam as duas vertentes no mesmo seguro.

Um seguro de saúde dá cobertura a despesas veterinárias de rotina e também abrange acidentes inesperados ou doença. Este tipo de apólice costuma incluir ainda uma cobertura para o desaparecimento dos animais de companhia, prevendo apoio com eventuais custos nas suas buscas.

Tal como noutro seguro de saúde, a franquia a pagar depende dos serviços incluídos na apólice, que serão escolhidos pelo tutor.

Já o seguro de responsabilidade civil cobre eventuais danos materiais e/ou corporais provocados a terceiros pelo animal. Existem mesmo situações em que é obrigatório possuir um seguro deste tipo; que até é mais barato do que o de saúde. Segundo o artigo 10.º da Lei n.º46/2013, de 4 de julho, o detentor de qualquer animal perigoso ou potencialmente perigoso é obrigado a possuir um seguro de responsabilidade civil destinado a cobrir os danos causados pelo cão.

Dependendo da seguradora, pode ser exigida uma idade mínima ao animal segurado, que pode variar entre um mínimo de 3 meses e um máximo de 2 anos de idade.

E atenção que os seguros também não são vitalícios: quando o animal de estimação atinge uma determinada idade (por ex: nove ou 10 anos) algumas seguradoras terminam o seguro. Outras companhias a partir de uma determinada idade do animal deixam de cobrir algumas coberturas da apólice.

É importante comparar as políticas, termos e condições de cada produto para eleger o seguro mais indicado para si e para o que o seu animal de estimação necessita.

Garanta ao seu animal de estimação uma vida mais saudável e feliz, através de uma solução de fácil utilização e a um preço acessível que lhe vai permitir desfrutar tranquilamente da companhia do seu melhor amigo.

Quando o tema é proteger, vale a pena apostar numa proteção atempada, e evitar imprevistos.

ARTIGO

Autor:
Tupam Editores

Última revisão:
16 de Março de 2018

Mais Sobre:
ANIMAL SAUDE-ANIMAL

Referências Externas:

Relacionados

ÉTICA VETERINÁRIA

Quem não conhece uma pessoa cujo sonho em criança era ser veterinária/o? O amor incondicional que sentiam pelos seus animais de companhia levava-os a dizer que, quando crescessem, queriam ser veteriná...

ANIMAIS PARA FINS CIENTÍFICOS

No ranking de temas que geram discussão entre defensores dos direitos dos animais e a comunidade científica, a experimentação animal ocupa o primeiro lugar. As razões são óbvias!

Destaques

0 Comentários