PANDEMIA

Covid-19: estudo compara baricitinibe a dexametasona

Um estudo realizado por investigadores da Universidade Duke, em Durham, Carolina do Norte, permitiu concluir que em pacientes hospitalizados com Covid-19 que necessitam de oxigénio suplementar o baricitinibe mais remdesivir e a dexametasona mais remdesivir resultam em sobrevida livre de ventilação ao 29º dia, no entanto, ocorreram efeitos secundários com maior frequência com o uso da dexametasona.

Covid-19: estudo compara baricitinibe a dexametasona

SOCIEDADE E SAÚDE

COVID-19: PORTUGAL EM CONTRACICLO


Cameron R. Wolfe e colegas da Universidade conduziram um estudo randomizado envolvendo 1010 adultos hospitalizados com Covid-19 que necessitavam de oxigénio suplementar atraves de ventilação mecânica de baixo fluxo, alto fluxo ou não invasiva.

Os participantes foram aleatoriamente selecionados para receber o baricitinibe mais remdesivir mais placebo (516 pacientes) ou a dexametasona mais remdesivir mais placebo (494 pacientes). Verificou-se, então, que a sobrevida livre de ventilação mecânica no dia 29 foi semelhante entre os grupos (87,0% no grupo do baricitinibe e 87,6% no grupo da dexametasona).

A razão de chances de melhora da condição no grupo da dexametasona versus o grupo do baricitinibe foi de 1,01 (intervalo de confiança de 95%, 0,80 a 1,27). Ocorreu pelo menos um evento adverso em 30% e 37% dos pacientes nos grupos do baricitinib e da dexametasona, respetivamente. No geral, 4% e 10% dos pacientes nos grupos do baricitinibe e da dexametasona, respetivamente, tiveram pelo menos um evento adverso relacionado ao tratamento.

Segundo um co-autor do estudo, publicado online no The Lancet Respiratory Medicine, a dexametasona foi associada a significativamente mais eventos adversos, eventos adversos relacionados ao tratamento e eventos adversos graves ou com risco de vida.

Uma escolha mais individualizada de imunomodulação parece agora possível, onde o perfil de efeitos colaterais, a facilidade de administração, o custo e as comorbidades do paciente podem ser considerados.

Fonte: Tupam Editores

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS