DIABETES

Alterações nas unhas dos pés podem indicar doença silenciosa

Caminhar, correr, ou dar um salto são ações que realizamos com a ajuda dos nossos pés. Muitas vezes esquecidos, os pés são a base de sustentação do nosso corpo, logo, importantes para seguirmos a rotina a que estamos acostumados.

Alterações nas unhas dos pés podem indicar doença silenciosa
PÉ DIABÉTICO

DOENÇAS E TRATAMENTOS

PÉ DIABÉTICO


Além dos sintomas mais comuns, como sede excessiva, cansaço e visão turva, há alterações nos pés e respetivas unhas, que são indicativos de que uma pessoa pode ter diabetes.

Essencialmente caracterizada pelo açúcar alto no sangue (glicemia), que vai provocar lesões nos vasos sanguíneos e, assim, atingir todos os órgãos do corpo humano, a diabetes torna as unhas mais finas, quebradiças, pálidas e faz com que o seu crescimento seja lento. Segundo o endocrinologista Renato Teixeira, os diabéticos apresentam também maior probabilidade de ter micoses e infeções.

Mas os pés de quem tem diabetes (tipo 1 ou 2) também são afetados pela doença, podendo apresentar-se avermelhados, doridos, com os dedos com aspeto de salsichas e muito torcidos. Qualquer calo, bolha ou ferimento pode transformar-se numa grave infeção e o mais pequeno trauma pode dar origem a úlceras de difícil cicatrização. Se o problema não for tratado corretamente existe o risco da amputação do membro.

Quando se tem diabetes, a atenção com os pés deve ser redobrada pois, caso os níveis de glicose estejam alterados há muito tempo, corre-se o risco de perder a sensibilidade dos membros inferiores.

A prevenção de lesões nos pés é uma medida prioritária para a redução de casos e da gravidade do quadro clínico, que passa pela educação contínua das pessoas com diabetes e dos seus familiares.

Fonte: Tupam Editores

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS