HIPERTENSÃO

Sabe qual a diferença entre hipertensão primária e secundária?

A elevação ou aumento da pressão arterial é definida como hipertensão arterial e é potencialmente uma das condições mais prejudiciais para a saúde. Sabia que existem dois tipos de hipertensão e que a sintomatologia de cada um é diferente?

Sabe qual a diferença entre hipertensão primária e secundária?
1500 MILHÕES DE HIPERTENSOS EM 2025!?

DOENÇAS E TRATAMENTOS

1500 MILHÕES DE HIPERTENSOS EM 2025!?


Na verdade, a hipertensão é um problema cardiovascular grave que, se não for tratado, pode nos casos mais graves levar a um ataque cardíaco e tornar-se fatal.
Devido à condição, o coração acaba por trabalhar excessivamente para conseguir bombear o sangue para as diferentes partes do corpo.

A hipertensão arterial primaria, anteriormente conhecida por hipertensão essencial, é a forma mais comum de hipertensão representando 95% do total de casos e é diagnosticada principalmente em adultos. Vários fatores podem levar à hipertensão primária, mas a causa exata ainda se desconhece.

De acordo com múltiplas investigações, acredita-se que seja consequência de uma interação complexa entre genes e fatores ambientais, principalmente os maus hábitos de vida, tais como o stress, a má alimentação, incluindo o consumo elevado do sal, cafeína, tabagismo, sedentarismo.

Uma vez que a razão para o desenvolvimento da hipertensão primária é desconhecida, os especialistas alertam que é fundamental medir a tensão regularmente.

Já a hipertensão arterial secundária é consequência de uma causa identificável, sendo provocada por outra condição médica que afeta principalmente os nossos rins, artérias, coração ou sistema endócrino. Outras causas incluem obstrução das vias aéreas durante o sono, tumores das glândulas supra-renais, anormalidades hormonais e ingestão excessiva de sal ou álcool.
De referir que este tipo de hipertensão também pode ser diagnosticada durante a gravidez.

Ao contrário da hipertensão primária, a hipertensão secundária pode ser facilmente revertida. Responsável por apenas 5 a 10% do total de casos de hipertensão, é prevalente entre as idades dos 18 aos 40 anos.

No que respeita à sintomatologia, tanto a hipertensão primária quanto a secundária não apresentam sintomas na maioria dos casos. Mesmo se o nível de pressão arterial atingir a marca mais alta, pode ser difícil identificar os sinais sem a ajuda de um especialista médico. Em alguns casos, a pessoa pode sentir dores de cabeça frequentes, fadiga ou experienciar problemas de visão e falta de ar.

Há, no entanto, alguns sinais que podem indicar que sofre de hipertensão secundária como, por exemplo, se a pressão arterial não responder à medicação à qual respondeu anteriormente; se a sua tensão estiver extremamente alta; se não sofre de excesso de peso ou obesidade, ou início súbito da hipertensão antes dos 30 anos ou depois dos 55.

Tanto para evitar a elevação como para o controle da pressão artérial o caminho é aderir a um estilo e hábitos de vida saudável, que proporcionará longevidade com qualidade de vida.

Fonte: Tupam Editores

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS