HIPERTENSÃO

Pressão arterial ideal ajuda cérebro a envelhecer mais devagar

Uma investigação realizada por cientistas da Universidade Nacional da Austrália (ANU) descobriu que as pessoas com pressão arterial elevada apresentam cérebros que aparentam uma idade fisiológica mais avançada e, portanto, menos saudáveis.

Pressão arterial ideal ajuda cérebro a envelhecer mais devagar
1500 MILHÕES DE HIPERTENSOS EM 2025!?

DOENÇAS E TRATAMENTOS

1500 MILHÕES DE HIPERTENSOS EM 2025!?


Publicado na revista científica Frontiers in Aging Neuroscience, o estudo permitiu concluir ainda que uma pressão arterial ideal ajuda o cérebro a manter-se pelo menos seis meses mais jovem do que a idade real dos indivíduos.

A investigação teve início após um grande estudo internacional ter revelado que o número de pessoas com mais de 30 anos com pressão alta duplicou em todo o mundo.

A equipa de cientistas da ANU, em conjunto com colegas australianos, da Nova Zelândia e da Alemanha, examinou mais de dois mil exames cerebrais de 686 indivíduos saudáveis entre os 44 e os 76 anos de idade.
A pressão arterial dos participantes foi medida até quatro vezes num período de 12 anos. As imagens cerebrais e os dados da pressão arterial foram utilizados para determinar a idade cerebral de cada pessoa, que é uma medida de saúde do cérebro.

A pressão arterial normal foi definida como uma pressão abaixo de 120/80, enquanto uma pressão arterial ideal, e mais saudável, foi estabelecida em 110/70.

Foi possível comprovar que todos os participantes com pressão arterial alta tinham cérebros mais velhos e, portanto, menos saudáveis o que aumentava o risco de sofrer de doenças cardíacas, derrame cerebral e demência. Os participantes que apresentavam uma pressão arterial elevada, mas dentro dos parâmetros normais, também tinham cérebros de aspecto mais velho e corriam o risco de sofrer de problemas de saúde.

De acordo com o professor Nicolas Cherbuin, da ANU, a ideia de que o cérebro de uma pessoa se torna menos saudável devido à pressão alta numa idade mais avançada não é totalmente verdade. Esse problema começa mais cedo e em pessoas com uma pressão arterial normal.

Já o cardiologista e co-autor do estudo, o professor Walter Abhayaratna, é da opinião de que se se mantiver uma pressão arterial ideal, o cérebro permanecerá mais jovem e saudável à medida que se vai envelhecendo. Por essa razão considera importante que se introduzam mudanças no estilo de vida e na dieta no início da vida de forma a evitar que a pressão arterial suba muito, em vez de esperar que esta se torne um problema.

Fonte: Tupam Editores

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS