STRESS

Estudo avalia eficácia de testes de ansiedade em crianças e jovens

Um estudo recente, publicado na revista Pediatrics, teve como objetivo avaliar as evidências sobre os testes de análise de ansiedade nos cuidados primários direcionados para crianças e adolescentes e também analisar a eficácia do tratamento dos indivíduos identificados por meio da triagem.

Estudo avalia eficácia de testes de ansiedade em crianças e jovens
BIRRAS, COMO LIDAR COM ELAS - As melhores estratégias para um crescimento equilibrado

CRIANÇAS E ADOLESCENTES

BIRRAS, COMO LIDAR COM ELAS - As melhores estratégias para um crescimento equilibrado


No estudo, foram avaliados artigos do PubMed, da biblioteca Cochrane e referências a estudos potencialmente elegíveis citados noutros artigos.

Os estudos de triagem foram incluídos se tivessem sido conduzidos no âmbito de cuidados de saúde primários ou numa população semelhante e utilizassem um padrão de referência com base nos critérios do DSM.

Dois estudos de triagem (um com baixo risco de viés e um com alto risco de viés) e um estudo de tratamento com baixo risco de viés foram incluídos.

O estudo de triagem com baixo risco de viés relatou sensibilidade de 56 por cento e especificidade de 80 por cento. O estudo de tratamento concluiu que a terapia cognitivo-comportamental individual é eficaz para adolescentes com fobia social detetada.

O estudo concluiu que existem lacunas significativas nas evidências científicas relacionadas com a avaliação da ansiedade entre crianças e jovens no âmbito dos cuidados de saúde primários.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS