ALZHEIMER

Flavonoides reduzem risco de doença de Alzheimer

Além de protegerem a saúde cardiovascular, os flavonoides também podem ajudar a reduzir o risco de doença de Alzheimer, de acordo com um estudo realizado pelo Instituto Rush, nos Estados Unidos.

Flavonoides reduzem risco de doença de Alzheimer
DIA MUNDIAL DO DOENTE DE ALZHEIMER

DOENÇAS E TRATAMENTOS

DIA MUNDIAL DO DOENTE DE ALZHEIMER

Os cientistas avaliaram as dietas de 921 indivíduos, com uma idade média de 81,2 anos, através de um questionário de frequência alimentar validado para aprender sobre as dietas dos participantes, especialmente a ingestão de flavonoides.

Os participantes também completaram avaliações neurológicas anuais para determinar se haviam desenvolvido, ou estavam prestes a desenvolver, a doença de Alzheimer durante o curso do estudo, que durou um total de seis anos; fatores como educação, níveis de atividade física e níveis de atividades mentalmente envolventes também foram analisados.

Os cientistas relataram que entre os 921 participantes que estavam cognitivamente aptos no início do estudo, 220 desenvolveram doença de Alzheimer.

Para fins de análise de dados, os cientistas dividiram os participantes em cinco grupos com base na quantidade de flavonoides que consumiam: as descobertas mostraram que o grupo com a ingestão mais elevada de flavonoides teve 48 por cento menos probabilidade de desenvolver doença de Alzheimer do que o grupo com a ingestão mais baixa.

Os cientistas também observaram que os participantes com maior ingestão de flavonoides tinham níveis mais altos de educação e envolviam-se mais em atividades físicas e cognitivas.

Fonte: Food News

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS