PSICOLOGIA

Imagens sexualizadas nas redes sociais promovem insatisfação corporal

Uma equipa de investigadores tentou analisar de que forma a exposição a imagens sexualizadas interferia com a imagem que cada pessoa tem do seu próprio corpo.

Imagens sexualizadas nas redes sociais promovem insatisfação corporal
INVISTA NA SUA SAÚDE

MEDICINA E MEDICAMENTOS

INVISTA NA SUA SAÚDE

Os cientistas recrutaram 247 mulheres italianas, com idades entre os 19 e os 32 anos; as participantes foram convidadas a preencher vários questionários, incluindo um sobre insatisfação corporal.

Depois de terem sido expostas a um de quatro vídeos de imagens do Instagram (sexualizados ou não sexualizados), assim como aos comentários presentes nos respetivos videos, as participantes responderam a novos questionários, desta vez dedicados à insatisfação corporal, ao humor e a futuras intenções de cirurgia estética.

A pesquisa revelou que mulheres jovens expostas a imagens sexualizadas relataram um aumento nos níveis de insatisfação corporal, em comparação com os níveis de pré-exposição. No entanto, aquelas expostas a imagens não sexualizadas não relataram qualquer aumento, o que indica que a sexualização das imagens no Instagram é um fator influente na imagem corporal.

Por outro lado, o tipo de comentários feitos nas redes sociais não pareceu afetar a insatisfação corporal das participantes.

A pesquisa foi publicada na revista Body Image.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS