SONO

Perda de sono em mães recentes associada a envelhecimento prematuro

Quando as novas mães se queixam que as noites sem dormir lhes tiram anos de vida, podem ter alguma razão, de acordo com um novo estudo realizado pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

Perda de sono em mães recentes associada a envelhecimento prematuro
NÃO SE ESQUEÇA DE DORMIR!

DOENÇAS E TRATAMENTOS

NÃO SE ESQUEÇA DE DORMIR!

Cientistas estudaram 33 mães durante a gravidez e durante o primeiro ano de vida dos seus bebés, período durante o qual analisaram o ADN das mulheres para determinar a sua “idade biológica”, que pode diferir da idade cronológica.

Um ano após o parto, os investigadores observaram que a idade biológica das mães que dormiam menos de sete horas por noite até aos seis meses era de três a sete anos mais velha do que aquelas que dormiam sete horas ou mais.

As mães que dormiam menos de sete horas também tinham telómeros mais curtos – os telómeros são pequenos pedaços de ADN nas extremidades dos cromossomas que agem como capas protetoras; telómeros mais curtos têm sido associados a um risco maior de cancro, de doenças cardiovasculares e de morte precoce.

As descobertas foram publicadas na revista Sleep Health.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS