ALIMENTAÇÃO

Consumo de junk-food aumentou durante confinamento

Um novo estudo publicado na revista Appetite confirmou que o consumo de doces, guloseimas e salgados, a chamada junk-food, aumentou durante o confinamento imposto para conter a pandemia de COVID-19 – de acordo com os cientistas, isso aconteceu porque este tipo de alimentos ajuda a aumentar a sensação de conforto.

Consumo de junk-food aumentou durante confinamento
NOVO COVID-19, FAQ – PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

SOCIEDADE E SAÚDE

NOVO COVID-19, FAQ – PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

Cientistas de Inglaterra e da Austrália reuniram evidências sobre experiências semelhantes nos dois países, para alertar sobre o efeito dos confinamentos prolongados nos comportamentos alimentares.

Embora estar em casa aumente o tempo destinado à preparação de refeições saudáveis, a ingestão de alimentos altamente calóricos aumentou, o que promoveu o aumento de peso.

Segundo os cientistas, as descobertas mostraram que, em termos de mudanças na dieta, nem todos responderam da mesma forma aos confinamentos; mais da metade dos entrevistados (53 por cento) relataram um aumento na ingestão de comida, 26 por cento referiram uma diminuição na quantidade de lanches ingeridos e apenas 20 por cento das pessoas relataram ter mantido a sua alimentação durante os confinamentos.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS