PSIQUIATRIA

Inquérito vai avaliar como é “Viver e Conviver com a Doença Mental”

A FamiliarMente, Federação Portuguesa das Associações das Famílias de Pessoas Com Experiência de Doença Mental, com o apoio e colaboração de Pedro Morgado, docente e investigador da Escola Superior de Medicina da Universidade do Minho, acaba de lançar o inquérito dedicado ao tema “Viver e Conviver com a Doença Mental” em Portugal.

Inquérito vai avaliar como é “Viver e Conviver com a Doença Mental”
BIPOLARIDADE

MENTE E RELACIONAMENTOS

BIPOLARIDADE

O inquérito é “dirigido a familiares, cuidadores informais, bem como a pessoas portadoras de doença do foro mental”, e tem como “objetivo obter alguma informação relacionada com a carga e o custo da doença mental que é suportada pelas famílias e seus familiares”, indica a FamiliarMente numa nota de imprensa.

A FamilarMente explica que a resposta a este inquérito “é de extrema importância, para obtenção de elementos relevantes sobre as principais necessidades das pessoas que sofrem da doença mental e dos seus familiares que vivem e convivem com a doença mental, 24 horas por dia, sete dias na semana, 365 dias no ano, muitas vezes sem tratamento e acompanhamento adequados”.

O inquérito online está disponível até 20 de maio. O seu preenchimento é anónimo e confidencial e leva cerca de dez minutos a preencher.

Para participar basta responder ao Questionário: VIVER E CONVIVER COM A DOENÇA MENTAL, através do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScp-PB6rWIRxPOV6r1naNPL51Uo56einmH5RZSZaHe-KV071A/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0&usp=mail_form_link.

Fonte: FamiliarMente, Federação Portuguesa das Associações das Famílias de Pessoas Com Experiência de Doença Mental

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS