GRAVIDEZ

Stress materno associado a maior probabilidade de fetos femininos

Um estudo realizado por cientistas da Universidade de Granada, em Espanha, revelou que mulheres que passam por sintomas de stress, tanto antes de engravidar quanto durante a conceção, têm quase o dobro de probabilidade de ter uma menina do que um menino.

Stress materno associado a maior probabilidade de fetos femininos
STRESS, COMO CONVIVER COM ELE

MENTE E RELACIONAMENTOS

STRESS, COMO CONVIVER COM ELE

Um total de 108 mulheres foram monitorizadas desde as primeiras semanas de gravidez até o parto, de forma a que os cientistas registassem os seus níveis de stress antes, durante e após a conceção por meio da concentração de cortisol nos seus cabelos e vários testes psicológicos.

A medição do cortisol em amostras de cabelo recolhidas aproximadamente na semana 8-10 de gravidez mostrou a concentração de cortisol nas mulheres grávidas nos últimos três meses (um mês por centímetro de crescimento do cabelo), o que significa que cobriu o período anterior e após a conceção.

Posteriormente, os cientistas registaram diferentes variáveis ​​relacionadas com o nascimento e o sexo do bebé.

Os resultados mostraram que as mulheres que deram à luz meninas apresentaram maiores níveis de cortisol no cabelo nas semanas antes, durante e depois da data de conceção do que aquelas que tiveram meninos.

Na verdade, essas concentrações de cortisol no cabelo das mães que posteriormente tiveram meninas eram quase o dobro do observado em mães que tiveram meninos.

Fonte: Eurekalert

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS