VACINA

EMA: admitida relação entre vacina da AstraZeneca e coágulos

Marco Cavaleri, chefe da estratégia de vacinas da Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês), afirmou que “é claro que há uma ligação com a vacina” da AstraZeneca, referindo-se aos casos de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que tomaram a referida vacina.

EMA: admitida relação entre vacina da AstraZeneca e coágulos
VACINAÇÃO

SOCIEDADE E SAÚDE

VACINAÇÃO

Contudo, admite que ainda não se sabe o que está por trás desta reação e que dá origem a casos raros de coagulação do sangue. “Nas próximas horas diremos que há uma ligação, mas ainda temos que entender como isso acontece”, vincou, citado pela AFP.

De acordo com o jornal El Mundo, o Comité de Avaliação de Risco de Farmacovigilância (PRAC) da EMA, responsável por monitorizar e avaliar a segurança dos medicamentos para uso humano autorizados pela agência, tem várias reuniões agendadas ao longo desta semana, pelo que se espera que haja mais novidades, em breve, sobre estes casos.

Embora não esteja confirmada a associação entre o desenvolvimento de coágulos sanguíneos e a toma da vacina da AstraZenaca, após a última reunião, realizada na passada quarta-feira, o PRAC não descartou a relação causa-efeito, embora não tenham sido encontradas evidências claras desta ligação, pelo que a EMA continuou a considerar que os benefícios desta vacina contra a COVID-19 continuam a superar qualquer risco devido a efeitos colaterais.

Contudo, países como a Alemanha e a Holanda decidiram, por precaução, suspender a vacinação com a vacina da AstraZeneca a menores de 60 anos de idade, enquanto se aguarda por uma conclusão definitiva.

Fonte: El Diario

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS