NEFROLOGIA

Alterações comportamentais podem prevenir doença renal crónica

Uma equipa da Universidade de Tsukuba, no Japão, acredita ter encontrado uma intervenção comportamental preventiva contra a doença renal crónica que pode ser realizada sem grandes custos financeiros.

Alterações comportamentais podem prevenir doença renal crónica
O FLAGELO DAS DOENÇAS RENAIS

DOENÇAS E TRATAMENTOS

O FLAGELO DAS DOENÇAS RENAIS

Publicado no Journal of Renal Nutrition, o estudo confirmou que alterações nos hábitos alimentares e no estilo de vida são essenciais para o controlo da doença; contudo, as diretrizes existentes não estão a ser dadas de forma devida aos pacientes, pelo menos no Japão, ao nível da medicina geral e familiar.

Os cientistas realizaram uma análise de custo-efetividade usando o modelo de Markov, um método matemático para encontrar padrões e fazer previsões.

Com base nos resultados do estudo “Frontier of Renal Outcome Modifications in Japan (FROM-J)”, que encontrou sucesso na abordagem conduzida por nutricionistas e aconselhamento sobre estilo de vida, juntamente com check-ups periódicos, perspetivou-se que este tipo de intervenção poderia ter uma alta eficácia, mesmo a um baixo custo.

As descobertas, acreditam os cientistas, podem ser estendidas a outros países, o que tornará a doença renal crónica numa condição mais controlável, menos fatal e menos dispendiosa ao nível dos tratamentos.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS