SNS

Cuidados intensivos: número de camas cresceu 134%

Os hospitais públicos contam atualmente com 1 015 camas de cuidados intensivos, mais 134 por cento do que no início da pandemia, no âmbito de investimentos para aproximar esta área dos parâmetros de outros países europeus, revelou a ministra da Saúde, Marta Temido.

Cuidados intensivos: número de camas cresceu 134%
NOVO COVID-19, FAQ – PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

SOCIEDADE E SAÚDE

NOVO COVID-19, FAQ – PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

“Se, em março de 2020, tínhamos 433 camas de nível 3 de cuidados intensivos polivalentes, hoje temos 1 015, o que significa um acréscimo de 134 por cento”, afirmou Marta Temido na Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da doença COVID-19 e do processo de recuperação económica e social.

Segundo a governante, dez hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) já concluíram a expansão do número de camas de cuidados intensivos, 11 estão com investimentos em curso e outros quatro estão a desencadear os processos para proceder a este reforço.

Estes investimentos em hospitais do SNS pretendem “completar aquilo que se quer que seja uma rede de medicina intensiva mais alinhada com as métricas de outros países da União Europeia e com a necessidade de responder e eventuais recrudescimentos da COVID-19 em Portugal, mas também à resposta às demais necessidades assistenciais”, sublinhou a ministra.

Fonte: SNS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS