PANDEMIA

Ajuste da máscara pode ser mais importante do que o seu material

Ao estudar em laboratório a eficácia de diferentes tipos de máscaras faciais, cientistas internacionais descobriram que, para fornecer uma melhor proteção contra o SARS-CoV-2, o ajuste de uma máscara é tão ou mais importante do que o material de que este é feita.

Ajuste da máscara pode ser mais importante do que o seu material
CONSTIPAÇÃO, GRIPE ou COVID-19?

SOCIEDADE E SAÚDE

CONSTIPAÇÃO, GRIPE ou COVID-19?

A investigadora Eugenia OKelly e os seus colegas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, realizaram uma série de diferentes testes de ajuste e descobriram que, quando uma máscara de alto desempenho - como uma máscara N95, KN95 ou FFP2 - não é devidamente ajustada, esta não tem um desempenho melhor do que uma máscara de tecido, chamada máscara comunitária.

Pequenas diferenças nas características relacionadas com o ajuste à face, como a quantidade de gordura sob a pele, fazem diferenças significativas no ajuste deste material de proteção individual.

Os resultados também sugerem que a rotina de verificação de ajuste usada em muitos ambientes de saúde tem altas taxas de falha, já que pequenos espaços entre a máscara e a face podem ser difíceis ou impossíveis de detetar pelo utilizador.

Os cientistas esperam que os resultados ajudem a desenvolver novos testes de ajuste rápidos e fiáveis.

Ao analisar apenas a capacidade de proteção e filtragem, as máscaras N95 - que são um padrão semelhante às máscaras FFP2 - ofereceram graus de proteção mais elevados do que todas as outras categorias de máscaras testadas.

No entanto, a maioria das máscaras N95 não se adaptou adequadamente aos utilizadores, o que significa que a proteção efetiva não é a que se supõe.

Os cientistas descobriram que, quando ajustadas corretamente, as máscaras N95 filtram mais de 95 por cento das partículas transportadas pelo ar, oferecendo a melhor proteção. No entanto, em alguns casos, máscaras N95 mal ajustadas só ofereciam a proteção obtida pelas máscaras cirúrgicas ou de tecido.

O estudo avaliou apenas o impacto do ajuste no utilizador da máscara - a equipa pretende analisar agora como o ajuste afeta a proteção de outras pessoas caso o utilizador esteja infetado.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS