SNS

SNS: 8,5 milhões de euros para reforçar capacidade laboratorial

Perto de 8,5 milhões de euros foram investidos nos laboratórios do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para reforçar a sua capacidade de diagnósticos na realização de testes à COVID-19. O balanço foi feito pelo presidente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), Fernando de Almeida.

SNS: 8,5 milhões de euros para reforçar capacidade laboratorial
NOVO COVID-19, FAQ – PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

SOCIEDADE E SAÚDE

NOVO COVID-19, FAQ – PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

Há um ano que o INSA começou a fazer análises de diagnóstico ao SARS-Cov-2, que provoca a COVID-19, e, desde então, o laboratório de referência de saúde pública em Portugal já realizou cerca de 180 mil.

No total, foram realizados, em Portugal, entre 1 de março de 2020 e o dia 23 de janeiro de 2021, 8 104,018 testes, 50,5 por cento dos quais em laboratórios privados, 39 por cento no Serviço Nacional de Saúde e 10,5 por cento na academia.

Março de 2020, que marcou o início da epidemia em Portugal, foi o mês em que foram realizados menos testes (80.046) e janeiro deste ano foi o que registou o maior número: 1 638,797, só no dia 22 foram feitos 76 965. A média diária foi de 52 864 testes.

Inicialmente eram apenas 20 laboratórios do SNS com capacidade de diagnóstico hoje são todos os hospitais com laboratório, num total de 42.

“O Instituto coordenou um plano de capacitação de laboratórios de metodologias dentro do Serviço Nacional de Saúde, num valor de quase de oito milhões e meio de euros e posso dizer que o plano está em fase final”, salientou ainda Fernando de Almeida.

Fonte: SNS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS