DIETA

Dieta mediterrânica verde reduz gordura do fígado

Um estudo recente publicado na revista Gut avaliou a eficácia da dieta mediterrânica verde (MED), mais restrita no consumo de carne vermelha/processada, e enriquecida com plantas verdes e polifenóis, na doença gordurosa hepática não alcoólica, refletida pela perda de gordura intra-hepática (GIH).

Dieta mediterrânica verde reduz gordura do fígado
DIETA MEDITERRÂNICA

DIETA E NUTRIÇÃO

DIETA MEDITERRÂNICA

Para o ensaio clínico de 18 meses DIRECT-PLUS, foram atribuídos 294 participantes com obesidade abdominal/dislipidemia (alterações metabólicas gordurosas) em grupos de diretrizes dietéticas saudáveis (DDS), MED e MED-verde para perda de peso, e todos praticaram atividade física.

Ambos os grupos de MED isocalórica consumiram 28 g/dia de nozes (+440 mg/dia de polifenóis).

O grupo MED-verde consumiu ainda chá verde (3-4 chávenas/dia) e Mankai (uma cepa de planta aquática Wolffia globosa; cubos congelados de 100 g/dia) (+1240 mg/dia de polifenóis totais fornecidos).

Mudanças de 18 meses na GIH foram quantificadas continuamente por espectroscopia de ressonância magnética de protões.

Segundo os investigadores, embora a dieta mediterrânica e a dieta mediterrânica verde promovam uma perda de peso equivalente, regra geral, a perda de gordura no fígado duplicou entre aqueles que consumiram a dieta verde.

A dieta mais restrita visa o consumo de altos níveis de polifenóis, compostos orgânicos produzidos pelas plantas, aparentemente para se proteger do stress.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS