CARDIOVASCULAR

Farinha de aveia reduz níveis de inflamação

Com os consumidores cada vez mais conscientes das suas escolhas alimentares, ingredientes mais saudáveis, como a farinha de aveia, começam a fazer parte da dieta de muitas pessoas.

Farinha de aveia reduz níveis de inflamação
COLESTEROL

DOENÇAS E TRATAMENTOS

COLESTEROL

Este alimento, feito a partir de aveia integral moída, para além de muito saboroso e versátil, é também livre de glúten e, segundo alguns estudos, fornece uma longa lista de benefícios para a saúde.

A farinha de aveia é uma fonte rica de nutrientes: cerca de um terço de uma chávena de farinha de aveia fornece sete gramas de proteína e quatro gramas de fibra, para além de conter quase 200 por cento da dose diária recomendada de magnésio. Este tipo de farinha também fornece fósforo, magnésio, cobre, ferro, zinco e vitaminas B1, B9 e B12.

Os especialistas alertam que o consumo deste alimento também pode reduzir os níveis de inflamação, uma vez que a aveia tem um grupo especial de antioxidantes, chamados avenantramidas, que ajudam a proteger as células da inflamação, stress oxidativo e danos causados pelos radicais livres.

Por fim, pode também promover e melhorar a função cardiovascular saudável. Existem várias formas de a farinha de aveia contribuir para a saúde cardiovascular: uma é através da melhoria da circulação sanguínea, a outra é por via da diminuição dos níveis de colesterol.

Fonte: Food News

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS