VITAMINA D

Défice de vitamina D pode aumentar risco de COVID-19

Pacientes com níveis deficitários de vitamina D têm uma probabilidade significativamente maior de serem infetados com COVID-19, de acordo com um estudo publicado na revista Nutrition.

Défice de vitamina D pode aumentar risco de COVID-19
Doenças crónicas podem aumentar risco de cancro

DOENÇAS E TRATAMENTOS

Doenças crónicas podem aumentar risco de cancro

Cientistas da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, analisaram a associação entre níveis deficitários de vitamina D e COVID-19; em comparação com pacientes sem baixos níveis de vitamina D, aqueles com deficiência deste nutriente tinham 4,6 vezes mais probabilidade de serem infetados com COVID-19.

Após o ajuste para sexo e má absorção, a associação diminuiu ligeiramente; após o ajuste para raça, estado de doença periodontal, diabetes e obesidade, a associação diminuiu significativamente, mas permaneceu robusta.

Após o ajuste para grupos de idade, os pacientes com deficiência de vitamina D eram mais propensos a serem infetados com COVID-19 do que aqueles sem a deficiência.

Apesar dos resultados, os investigadores afirmam que mais estudos são necessários para validar a hipótese de que a suplementação com vitamina D pode ser útil para a prevenção e tratamento da COVID-19.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS