PANDEMIA

Hospital de Contingência abre no Estádio Universitário de Lisboa

A ministra da Saúde, Marta Temido, visitou esta quinta-feira, 21 de janeiro, a nova estrutura Hospitalar de Contingência de Lisboa, localizada no Estádio Universitário de Lisboa, que tem uma capacidade de 58 camas e destina-se a assegurar o apoio médico complementar aos doentes com COVID-19, internados nos hospitais da cidade de Lisboa que se encontrem em situação de vigilância hospitalar sem necessidade de cuidados urgentes.

Hospital de Contingência abre no Estádio Universitário de Lisboa
CONTAMINAÇÕES HOSPITALARES

MEDICINA E MEDICAMENTOS

CONTAMINAÇÕES HOSPITALARES

Marta Temido assegurou que o Governo quer mobilizar no imediato todos os meios possíveis para enfrentar a pandemia de COVID-19, mas reconheceu o “contexto de recursos limitados” no país.

“Temos cerca de 800 camas no total das convenções que temos no país para COVID-19 e não COVID-19, camas que foram contratadas no âmbito desta segunda onda de novembro e mais recentemente. Toda a capacidade que existe pretendemos utilizá-la já”, afirmou.

Marta Temido realçou que a “colaboração do setor privado, social, militar, e da sociedade civil” permitiu alargar a capacidade de resposta e esclareceu o número de convenções atualmente existente para cada administração regional de saúde: 21 no Norte, 19 em Lisboa e Vale do Tejo e 17 no Centro. Contudo, reconheceu que a oferta a este nível é mais limitada no Alentejo e no Algarve.

Fonte: SNS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS