DIAGNÓSTICO

VIH e hepatites: Semana Europeia do Teste deixa o alerta

Os efeitos da pandemia de COVID-19 são visíveis em todos os setores da sociedade. No entanto, as populações em maior risco para a infeção pelo VIH, hepatites virais, tuberculose e infeções sexualmente transmissíveis, nomeadamente os homens que têm sexo com homens, pessoas migrantes, pessoas que fazem trabalho sexual, pessoas trans e pessoas que usam drogas, dado um conjunto de fatores sociais e económicos, permanecem particularmente vulneráveis.

VIH e hepatites: Semana Europeia do Teste deixa o alerta

O encerramento, suspensão ou redução de serviços direcionados a estes grupos limitou o acesso à prevenção, rastreio e ligação aos cuidados de saúde.

Com limitações, muitas destas organizações permanecem ativas na oferta de serviços que incluem o rastreio a infeções sexualmente transmissíveis, consultas médicas e de enfermagem presenciais ou por telemedicina, referenciação e ligação a cuidados de saúde, distribuição de preservativos e gel lubrificante, materiais para consumo mais seguro e programas de substituição opiácea.

A Semana Europeia do Teste do VIH e hepatites virais, que decorre de 20 a 27 de novembro, organizada pela EuroTest, marca novamente o compasso de uma iniciativa conjunta que reúne diferentes parceiros da área da saúde pública europeia e une esforços desde 2013 com o objetivo de promover o rastreio atempado e literacia em saúde.

Em Portugal, as organizações membro da Rede de Rastreio Comunitária e associações que se juntam à iniciativa destacam a importância da manutenção destes serviços e a remoção de qualquer barreira no acesso a cuidados de saúde.

Também nesta data, e consequência do trabalho que o GAT desenvolve com a Coalition Plus há 11 anos, está a ser organizada a primeira edição da Semana Internacional do Teste em todos os membros parceiros da Coalition Plus, de 23 a 27 de novembro.

Através da Rede Lusófona, o GAT está a promover o aumento da cobertura e a reforçar a importância da disponibilização para todos do rastreio em contexto comunitário.

Em parceria com organizações de base comunitária, a Semana Internacional do Teste tem por objetivo a remoção de qualquer barreira que permaneça no acesso aos serviços de saúde e reforçar o apoio para que as populações em maior risco se mantenham uma prioridade, e se consiga alcançar os objetivos traçados pelas Nações Unidas até 2020, para que a epidemia do VIH possa ser eliminada, enquanto problema grave de saúde pública, até 2030.

Fonte: Região Sul

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS