SINTOMA

Apatia pode ser sinal precoce de demência

Adultos mais velhos que revelam apatia podem ter um risco maior de desenvolver demência, sugere uma nova pesquisa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

Apatia pode ser sinal precoce de demência
NOVA TECNOLOGIA VISA PROPORCIONAR QUIETUDE A PACIENTES COM DEMÊNCIA

MATURIDADE E REFORMA

NOVA TECNOLOGIA VISA PROPORCIONAR QUIETUDE A PACIENTES COM DEMÊNCIA

O estudo de nove anos com mais de 2 000 adultos mais velhos (idade média de 74 anos) descobriu que pessoas com apatia severa, caracterizada como falta de interesse ou preocupação, tinham 80 por cento mais probabilidade de desenvolver demência durante o período de estudo do que aquelas com baixa apatia.

O estudo atual incluiu pessoas com idade entre 70 e 79 anos. Nenhum tinha demência no início da investigação. Os cientistas também tinham registos médicos, incluindo uso de medicamentos, hospitalizações e testes cognitivos.
Para avaliar os níveis de apatia, os participantes do estudo responderam a perguntas que envolviam questões sobre o interesse em sair de casa ou fazer as atividades habituais.

Após nove anos, os cientistas descobriram que 381 pessoas desenvolveram demência. No grupo de baixa apatia, 14 por cento desenvolveram demência. Para aqueles com níveis moderados de apatia, esse número foi de 19 por cento. Mas um em cada quatro (25 por cento) no grupo de apatia severa tinha demência no final do estudo.

Quando os investigadores controlaram os dados de idade, educação, doenças cardíacas e dos vasos sanguíneos, depressão e risco genético de doença de Alzheimer, verificaram que pessoas com apatia severa no início do estudo tinham uma probabilidade 80 por cento maior de ter demência mais tarde na vida.

A prevalência da demência, incluindo a doença de Alzheimer, está a aumentar, e os cientistas estão a tentar encontrar novas formas de identificar quem está em risco de contrair a doença.

Sintomas de humor e comportamento, como depressão ou irritabilidade, são exemplos de mudanças que podem ser pistas para um diagnóstico de demência iminente.

Estudos anteriores também assocaram o comprometimento cognitivo leve - um potencial precursor da demência - e apatia, mas os investigadores queriam examinar um grupo de pessoas que ainda não tinham problemas de memória ou pensamento conhecidos.

Os autores do estudo ressaltam que a apatia é algo que as famílias podem perceber e deve ser comunicada aos profissionais de saúde que acompanham o idoso.

Contudo, mais estudos são necessários para confirmar essa relação, mas esta investigação mostra que a apatia é um sintoma potencial da fase prodrómica inicial da demência.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS