OSTEOPOROSE

Homem-Estátua tenta estabelecer recorde mundial pela Osteoporose

No Dia Mundial da Osteoporose, 20 de outubro, a partir das 11h no Centro Comercial Colombo, o artista performativo Staticman vai tentar estabelecer o “Recorde da Mais Longa Performance de Estátua-Viva” no âmbito de uma campanha de sensibilização para o impacto da osteoporose na saúde dos ossos e na vida dos doentes. Durante a tarde serão realizados rastreios, com o apoio do Hospital Lusíadas Lisboa.

Homem-Estátua tenta estabelecer recorde mundial pela Osteoporose

Staticman, o primeiro do mundo a trazer a arte da estátua-humana para a rua, em 1987, é detentor de cinco records mundiais, nove anos no Guinness Book of Records e detentor do recorde mundial de imobilidade com 20 horas, 11 minutos e 36 segundos. Vai agora, quase aos 60 anos, tentar alcançar um recorde mundial de “Mais Longa Performance de Estátua-Viva” para quebrar recordes pela prevenção da osteoporose.

“Quebrar Records pela Osteoporose” é o nome da ação que integra a campanha de consciencialização “Impeça a Osteoporose de Quebrar a Sua Rotina”, realizada pela Associação Nacional Contra a Osteoporose (APOROS), Associação Portuguesa de Profissionais de Saúde em Reumatologia (APPSReuma), a Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR) e a Sociedade Portuguesa das Doenças Ósseas Metabólicas (SPODOM), e com o apoio da Amgen.

“Em todo o mundo estima-se que a osteoporose seja responsável por 8,9 milhões de fraturas no mundo, o que equivale à ocorrência de uma fratura osteoporótica a cada 3 segundos. São mais de 8,9 milhões de vidas que ficam comprometidas, todos os anos, com a redução de autonomia e incapacidade de realizar tarefas do dia a dia.
A osteoporose afeta os ossos de 800 mil portugueses e é responsável por cerca 40 mil fraturas ósseas anuais, incluindo aproximadamente 12 mil fraturas da anca que são responsáveis por cerca de 1500 mortes anualmente”, destaca Luís Cunha Miranda, presidente da SPR.

António Tirado, presidente da SPODOM, explica que “a osteoporose é uma doença que afeta o esqueleto tornando os ossos mais frágeis e fáceis de fraturar, o que acontece devido à redução da massa óssea, que leva a que os ossos fiquem mais porosos e quebradiços”.

Por sua vez, a presidente da APOROS, Viviana Tavares recorda “que a osteoporose reduz drasticamente a qualidade de vida dos doentes, impedindo-os de viver vidas plenas e ativas e até de realizar as atividades diárias mais simples”.

Andréa Marques, presidente da APPSReuma, destaca que “é essencial prevenir e tentar travar a evolução da osteoporose, de forma a melhor a qualidade de vida das pessoas e reduzir o impacto desta doença no Sistema de Saúde”, reforça.

A personagem de Staticman para esta ação, “Quebrar Recordes pela Osteoporose”, foi especialmente concebida para representar porcelana quebradiça, mimetizando o que acontece aos ossos quando são fragilizados pela osteoporose.

Esta tentativa de recorde mundial será acompanhada por um júri isento, incluindo o animador e estátua-viva José Pedro Alves (Mozart Living Statue), o médico de medicina geral e familiar João Ramos e representantes da Amgen, bem como por um notário que irá certificar esta ação.

Fonte: Amgen Biofarmacêutica, Lda.

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS