CANCRO

COVID-19: doentes com cancro sanguíneo mais vulneráveis

Um estudo recentemente publicado e realizado por investigadores das universidades de Oxford e Birmingham, no Reino Unido, descobriu que, em comparação com outros tipos de cancro, os pacientes com cancro sanguíneo são mais vulneráveis aos efeitos da pandemia de COVID-19.

COVID-19: doentes com cancro sanguíneo mais vulneráveis

Como o acesso ao tratamento continua a ser de extrema importância, essas informações ajudarão os médicos a orientar os pacientes para garantir que eles possam fazer a terapia com segurança e sucesso durante esse período.

O estudo, publicado na revista Lancet Oncology pelo UK Coronavirus Cancer Monitoring Project (UKCCMP), descobriu que os pacientes com cancro do sangue estavam particularmente em risco, com uma probabilidade 57 por cento maior de doença grave se contraíssem COVID-19, quando comparados com outros pacientes oncológicos, como com aqueles com cancro da mama, que demonstraram ter o risco geral mais baixo.

Em linha com o que já se sabe sobre a pandemia do novo coronavírus, a idade mostrou ser um fator importante no desfecho geral, com pacientes com cancro acima de 80 anos a terem a maior frequência de mortalidade.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS