IDOSO

Plataforma de prevenção de quedas em idosos premiada

Face ao decréscimo da população jovem, a par do aumento da população idosa, estima-se que, em 2080, o índice de envelhecimento mais do que duplicará, passando de 147 para 317 idosos por cada 100 jovens, com um número de idosos que passará de 2,1 para 2,8 milhões.

Plataforma de prevenção de quedas em idosos premiada

A pensar neste aumento substancial de uma população cada vez mais envelhecida, foi criado o projeto FRADE – Plataforma Holística de Deteção, Avaliação e Prevenção de Riscos de Quedas.

Este sistema inovador que permite detetar, rastrear e prevenir quedas em idosos através da utilização de sensores vestíveis que monitorizam os movimentos e, dessa forma, traçam uma estimativa do risco de queda, enviando um alarme e uma mensagem ao cuidador sempre que a queda acontece e é detetada.

Composto por vários componentes, tais como sensores vestíveis, aplicação para desktop que permite a avaliação do risco de queda, aplicação para tablets Android e um servidor back-end para visualização de dados, permite a monitorização e armazenamento de dados por parte do cuidador, que poderá aceder e visualizar os mesmos online.

A aplicação para tablets disponibiliza ainda uma série de exercícios de prevenção de quedas baseados no Programa OTAGO (PEO) – um programa de exercícios reconhecido mundialmente pelos profissionais de saúde, desenvolvido em 2008 pela LLT (líder internacional na área de especialidade “Falls prevention exercise foi frailer older people”) – que permite monitorizar o desempenho e avaliar o progresso do idoso.

O projeto FRADE resulta de uma parceria entre a FhP-AICOS, uma associação privada sem fins lucrativos fundada pela Fraunhofer-Gesellschaft, a maior organização de investigação aplicada da Europa e a Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Porto (ESEP), com o envolvimento da Universidade de Porto, EIT Health Hub.

“A Universidade do Porto está fortemente empenhada na valorização do conhecimento. Através da sua Terceira Missão, a U. Porto tem como objetivo contribuir para a aproximação do conhecimento gerado nos centros de investigação ao mercado, e consequentemente disponibilizar soluções aos cidadãos que melhorem o seu bem-estar e qualidade de vida. É com grande orgulho e entusiasmo que o EIT Health Hub U.Porto apoia este e outros projetos, alicerçando a construção de um ecossistema regional de inovação pulsante e em expansão”, afirma Elísio Costa, diretor do EIT Health Hub.

A ESEP é uma instituição de ensino superior pública que se distingue a nível nacional e internacional pelo seu compromisso com a excelência no ensino de enfermagem e com a criação e divulgação da cultura, do conhecimento científico e tecnológico, através da articulação entre ensino, aprendizagem e investigação.

O FRADE inclui uma fase de testes, a ser realizada em contexto domiciliar com voluntários séniores do laboratório vivo da FhP-AICOS COLABORAR. Com um orçamento global de aproximadamente 75.000€ financiado pelo EIT Health InnoStars, no âmbito do EIT Health RIS Innovation Call 2020, o projeto permitirá abordar simultaneamente a deteção, a avaliação do risco e a prevenção de queda, tudo integrado na mesma solução.

Compreender o movimento humano tem sido uma preocupação da FhP-AICOS e, portanto, objeto de estudo e investigação. O projeto FRADE integra e melhora a tecnologia desenvolvida em projetos anteriores do FhP-AICOS, como o FallSensing, DEM, FCC. O projeto foi iniciado em maio e tem conclusão prevista para dezembro.

Fonte: Projeto FRADE

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS