ENXAQUECA

Lançada campanha para sensibilizar população para a enxaqueca

A MiGRA Portugal – Associação de Doentes com Enxaqueca e Cefaleias em conjunto com a Sociedade Portuguesa de Cefaleias (SPC) e a Sociedade Portuguesa de Neurologia (SPN), com o apoio da Lilly Portugal, por altura do Dia Europeu de Ação na Enxaqueca, lançam a campanha “Temporariamente Fora de Serviço – Por Motivo de Enxaqueca”. Esta campanha tem como principal objetivo sensibilizar a população para uma doença neurológica e incapacitante que deixa, frequentemente os doentes que dela sofrem “fora de serviço”.

Lançada campanha para sensibilizar população para a enxaqueca

“Atualmente a enxaqueca é uma doença subvalorizada, subdiagnosticada e subtratada, pelo que é importante consciencializar a população de que a enxaqueca não é apenas uma dor de cabeça! Mais de 1 milhão e meio de portugueses sofrem de enxaqueca e diariamente são confrontados com o impacto que esta doença tem na sua vida pessoal, familiar e profissional. Os doentes têm necessidade de se isolar num local escuro e silencioso para controlar uma crise!”, explica Madalena Plácido, presidente da MiGRA Portugal.

Apesar de ser uma doença invisível, a enxaqueca afeta cerca de 12% da população mundial sendo considerada pela Organização Mundial de Saúde como a segunda doença mais incapacitante em termos de anos vividos com incapacidade. Se considerarmos a população abaixo dos 50 anos de idade é a primeira causa de incapacidade. “Apesar destes dados, continua a ser uma doença que leva muito tempo a ser diagnosticada e é subvalorizada e incompreendida por familiares, colegas e mesmo alguns profissionais de saúde”, continua Madalena Plácido.

“É sabido que momentos de stress ou alterações nas rotinas diárias ou de sono, podem desencadear uma crise nestes doentes, o que dificulta o controlo da doença! Os principais sintomas associados à crise de Enxaqueca são a dor de cabeça latejante de intensidade moderada a grave, muitas vezes atingindo apenas um lado da cabeça, acompanhada de sensibilidade à luz, aos ruídos e aos movimentos. Podem também surgir alterações visuais, náuseas e vómitos”, alerta a médica Elsa Parreira, presidente da Sociedade Portuguesa de Cefaleias.

“Alertar a população e sensibilizá-la para esta doença é muito importante e é um dos próximos passos necessários, para que se comece a olhar para esta patologia de uma forma mais séria. Temos de ter em atenção que continua a ser uma doença sem cura, apesar de existir recente inovação na área que pode vir a revolucionar e melhorar a qualidade de vida destes doentes”, explica a médica Isabel Luzeiro, presidente da Sociedade Portuguesa de Neurologia.

A enxaqueca tem impacto em diversas esferas da vida dos doentes, seja ela a pessoal, familiar e profissional. É no sentido de alertar para estas questões, em especial para o impacto na vida profissional, que será organizado o webinar “Enxaqueca e o Impacto na Produtividade: O que saber e o que fazer”, no dia 11 de setembro pelas 16h00 e que será transmitido no site da campanha.

Este webinar junta as três entidades organizadoras da campanha, mas também o presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina no Trabalho e ainda uma empresa conhecida pela adoção de estratégias que visam melhorar a vida dos trabalhadores que vivem com enxaqueca.

No dia em que a Associação MIGRA Portugal assinala o seu primeiro aniversário (12 de Setembro) e inserido nas atividades da campanha de sensibilização decorre ainda pelas 19h00 um evento em direto da página de Facebook da Associação sob o mote “Estratégias para viver com enxaqueca e cefaleias – de doentes para doentes”, evento que contará com a intervenção de representantes da Associação e doentes que irão partilhar o seu  testemunho e debater estratégias para melhor viver e conviver com a doença, bem como participação dos padrinhos da Associação, o apresentador Carlos Ribeiro e da atriz Rita Cruz.

Neste evento decorrerá ainda uma atuação da Rita Redshoes, onde será possível, entre outras, ouvir a música “Migraine (What Cant You See?)”.
A campanha contará ainda com um webinar, dia 14 de Setembro às 21h, em colaboração com a Ordem dos Farmacêuticos, no qual se irá discutir o valor dos cuidados de saúde prestados na enxaqueca e cefaleias, focando não só as necessidades dos doentes com enxaqueca e cefaleias, como também a terapêutica disponível para estes doentes.

“Os doentes com enxaqueca veem muitas vezes a sua vida comprometida, pela imprevisibilidade com que aparece uma crise! Aproveitar momentos de lazer, festas de família ou mesmo acompanhar os filhos nos momentos mais importantes, pode ficar comprometido devido ao aparecimento súbito de uma crise”, alerta a presidente da MiGRA Portugal.

Para saber mais sobre esta patologia, a associação e as sociedades médicas convidam ainda os interessados a dirigirem-se ao Centro Comercial Colombo nos dias 10 e 11 de setembro ou no dia 12 de setembro ao Arrábida Shopping, onde a campanha estará a ser divulgada e onde podem encontrar mais materiais informativos. Também no website da MiGRA Portugal encontram mais informação e podem colocar questões ou dúvidas que tenham sobre enxaqueca.

“Convidamos todos os doentes, familiares amigos que se juntem a nós nesta campanha e a partilhem! Visite a nossa página de Facebook e descubram como pode juntar-se a esta campanha e ajudar a mudar a perceção que existe sobre a enxaqueca e a melhorar a vida de tantos doentes”, conclui Madalena Plácido.
 
Agenda campanha “Temporariamente Fora de Serviço – Por motivo de enxaqueca
10 e 11 de Setembro – Ação de sensibilização no Centro Comercial Colombo;
11 de setembro – Webinar “Enxaqueca e o impacto na produtividade – O que saber e o que fazer”, pelas 16h00. 
12 de setembro – Ação de sensibilização no Arrábida Shopping e Facebook live MiGRA Portugal “Estratégias para viver com enxaqueca e cefaleias – de doentes para doentes”, pelas 19h00.
14 de setembro – Webinar Enxaqueca e cefaleias: valor dos cuidados de saúde prestados, em parceria com a Ordem dos Farmacêuticos, pelas 21h.

Fonte: MiGRA Portugal – Associação Portuguesa de Doentes com Enxaqueca e Cefaleias

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS