CARDIOLOGIA

Estudo PORTHOS avalia prevalência atual da Insuficiência Cardíaca

O estudo PORTHOS (PORTuguese Heart failure Observational Study), desenvolvido pela Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), em colaboração com a Astrazeneca, vai permitir conhecer a prevalência atual da insuficiência cardíaca no nosso país, já que os últimos dados sobre esta matéria foram recolhidos em 1998 e publicados em 2002, no estudo EPICA.

Estudo PORTHOS avalia prevalência atual da Insuficiência Cardíaca

O início do estudo está previsto para o próximo mês de outubro, a partir do qual uma carrinha irá percorrer o país, realizando o levantamento de dados através de um conjunto de rastreios a mais de seis mil pessoas.

Segundo projeções feitas a partir do estudo EPICA, estima-se que, em Portugal, possam existir 400 mil indivíduos adultos com insuficiência cardíaca, e que possa vir a ocorrer um aumento de 30 por cento no número de doentes até 2034.
Victor Gil, presidente da SPC, considera que “mais de vinte anos depois, com diferente enquadramento demográfico, com alterações profundas no tecido social e económico e até diferentes definições da insuficiência cardíaca, torna-se imperativo efetuar um novo estudo, de forma a melhor compreender a epidemiologia e com isto projetar melhores decisões clínicas, de organização de cuidados e políticas de saúde”.

A coordenação operacional será assegurada por uma Comissão Executiva, presidida pela Professora Doutora Cristina Gavina. A coordenação científica do estudo estará a cargo do Coordenador do Grupo de Estudos de Insuficiência Cardíaca da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, Prof. Doutor Silva Cardoso. No enquadramento estratégico, no apoio científico, e na execução do estudo estarão envolvidos dezenas de académicos e clínicos.

Fonte: LPM Comunicação (press release)

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS