PREVENÇÃO

ULS Nordeste aumenta consultas nos cuidados de saúde primários

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste tem vindo a aumentar o número de consultas presenciais nos centros de saúde do distrito de Bragança, na sequência da retoma gradual da atividade clínica programada nos Cuidados de Saúde Primários.

ULS Nordeste aumenta consultas nos cuidados de saúde primários

Dando cumprimento às orientações do Ministério da Saúde e da Direção-Geral da Saúde (DGS), o Departamento de Cuidados de Saúde Primários da ULS do Nordeste está a retomar, de forma progressiva, o atendimento presencial, dando assim resposta às necessidades dos utentes, através da prestação de cuidados de saúde de proximidade e em segurança.

Durante os meses de maio e junho, na sequência da retoma da atividade assistencial programada, registou-se um aumento do número de consultas presenciais nos centros de saúde da área de abrangência da ULS do Nordeste, dando prioridade aos utentes que fazem parte de grupos de risco.

Neste âmbito, foram realizadas cerca de 5 500 consultas médicas presenciais no mês de maio, mais cerca de 1 500 consultas face ao mês anterior, e cerca de 11 500 consultas no mês de junho. A par das consultas presenciais, as equipas dos centros de saúde mantêm o contacto telefónico e digital com os utentes, tendo-se registado mais de 18 mil consultas não presenciais no mês de maio e cerca de 17 mil consultas no mês de junho.

As equipas dos Cuidados de Saúde Primários da ULS do Nordeste têm vindo a garantir o acompanhamento dos utentes, apesar das condicionantes inerentes à pandemia de COVID-19, tendo privilegiado, sempre que possível, a realização de consultas médicas e de enfermagem não presenciais, e salvaguardando o atendimento de situações agudas e de grupos considerados prioritários. Neste âmbito, foram realizadas cerca de 72 mil consultas médicas não presenciais e 78 mil contactos de enfermagem, entre os meses de março e junho.

A retoma da atividade assistencial presencial nos Cuidados de Saúde Primários da ULS do Nordeste está a decorrer no estrito cumprimento das normas da DGS, garantindo o melhor acesso aos serviços, mediante agendamento prévio, com a necessária segurança dos utentes e dos profissionais.

Neste contexto, foram estipuladas boas práticas ao nível da assistência clínica em si, bem como ao nível da utilização de equipamentos de proteção individual, da definição de circuitos e do cumprimento de regras de higiene e segurança (nomeadamente ao nível da higienização das mãos, de espaços, do material clínico utilizado e das superfícies de apoio, bem como da etiqueta respiratória e do distanciamento físico).

Como garantia adicional de segurança, os utentes, aquando da sua deslocação a qualquer uma das Unidades de Saúde da ULS do Nordeste, deverão respeitar algumas medidas, nomeadamente alertar os serviços em caso de eventual presença de sinais e/ou sintomas de COVID-19, entrar nas instalações apenas dez minutos antes da hora agendada, circular no interior das instalações com máscara cirúrgica, desinfetar as mãos com a solução alcoólica disponibilizada nos diferentes espaços e manter o distanciamento entre pessoas.

A realização de atividade assistencial na ULS do Nordeste está a decorrer de modo a salvaguardar, por um lado, o estrito cumprimento das regras de Saúde Pública, e, por outro lado, a manutenção da prontidão de resposta necessária perante um eventual aumento de casos de COVID-19 na área de abrangência desta entidade.

Fonte: SNS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS