SONO

Dormir menos reduz sentimentos positivos

A privação do sono parece ter um efeito mais amplo do que se pensava, fazendo não apenas com que as pessoas se sintam menos ativas e menos atentas, mas também menos determinadas e felizes. Dormir pouco parece reduzir os sentimentos positivos no geral.

Dormir menos reduz sentimentos positivos

“Os participantes do nosso estudo experimentaram emoções menos positivas quando dormiram menos do que o normal. Eles sentiram menos alegria, entusiasmo, atenção e satisfação”, explicou a psicóloga Ingvild Lehouillier, da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia.

Enquanto a maioria dos estudos sobre o sono é feita em laboratório, a equipa estudou os participantes enquanto estes dormiam nas suas próprias casas.

“Todos nós temos padrões de sono diferentes. O objetivo de fazer com que os participantes dormissem em casa era manter tudo o mais parecido possível com a vida quotidiana. Na fase de privação de sono imposta, os participantes iam deitar-se duas horas depois do que normalmente faziam, e tinham que acordar no horário habitual”, explicou Lehouillier.

Os voluntários foram monitorizados durante uma semana, por três noites, e iam dormir duas horas mais tarde do que o normal. Todos os dias, era feita uma bateria de testes realizados cerca de uma hora e meia depois de os participantes levantarem - e sem tomar o pequeno-almoço.

Os participantes tiveram um desempenho cada vez melhor a cada dia que realizavam o teste depois de dormir normalmente, mas a precisão piorou sempre após uma noite de sono insuficiente.

No entanto, verificou-se também que nem todos os períodos de sono mais curtos são totalmente negativos: o corpo compensa períodos mais curtos de sono com um sono mais eficaz. O tempo gasto acordado na cama também é menor.


TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS