STRESS

Meditação ajuda a criar paz social e cooperação

Os investigadores Barry Spivack e Patricia Saunders, da Universidade de Denver, nos Estados Unidos, resolveram explorar o mecanismo que faz com que práticas aparentemente isoladas, como meditar, podem ter efeitos de longo alcance a nível social. Para isso, analisaram todos os estudos científicos já publicados sobre o tema.

Meditação ajuda a criar paz social e cooperação

A meta-análise confirmou as conclusões de que a meditação transcendental pode influenciar a consciência coletiva da sociedade, levando a reduções nos crimes violentos e fatalidades na guerra, e a aumentos na qualidade de vida e na cooperação entre as nações.

O estudo revelou indícios de que o nível de ansiedade e tensão coletivas na sociedade, ou a “incoerência na consciência coletiva”, é o elemento-chave desse resultado de longo alcance da meditação.

Os resultados são tão impressionantes que a dupla achou que apenas mais um artigo científico não seria suficiente para divulgar o peso e a importância dessas conclusões. Por isso, decidiram lançar um livro sobre o tema, intitulado “An Antidote to Violence: Evaluating The Evidence”.

Barry Spivack e Patricia Saunders descrevem como um aumento das tensões coletivas se disseminam pela sociedade, levando a um aumento da agitação social, dos crimes, da violência, das mortes acidentais e até dos casos de urgências hospitalares.

O estudo mostrou que é possível neutralizar ou reduzir o stress na consciência coletiva através da prática da meditação transcendental por um número suficiente de indivíduos - garantido o tamanho mínimo do grupo, os efeitos da meditação são amplificados para a sociedade.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS