PANDEMIA

Pandemia da COVID-19 está longe de acabar

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou que a pandemia do novo coronavírus “não está perto de terminar”. O alerta é feito um dia depois de ser ter atingido, a nível mundial, 10 milhões de casos de COVID-19 e 500 mil mortes.

Pandemia da COVID-19 está longe de acabar

O responsável disse numa videoconferência na sede da agência em Genebra, na Suíça, que, apesar das “medidas sem precedentes para suprimir a transmissão e salvar vidas”, o vírus não foi completamente travado.

“Embora muitos países tenham feito algum progresso, globalmente, a pandemia está realmente a acelerar”, afirmou. “Todos nós queremos que isso acabe. Todos queremos continuar com as nossas vidas, mas a dura realidade é que a pandemia não está perto de acabar”.

Ghebreyesus citou estatísticas da OMS que revelam a existência de quase 180 mil novas infeções em todo o mundo nas últimas 24 horas (dia 28/06), incluindo 44 mil novos casos nos Estados Unidos e 39 mil no Brasil.

Os números crescentes, disse, ilustram que biliões de pessoas ainda correm risco de infeção, mesmo que muitos países estejam a adotar medidas rigorosas de combate ao vírus.

Desde os primeiros sinais da pandemia, em janeiro, Ghebreyesus pediu que os governos do mundo investissem mais recursos na identificação de pessoas que poderiam ter sido expostas por meio de rastreamento de contatos e outras medidas básicas. “Este vírus ainda tem muito espaço para se mover”, advertiu o responsável, afirmando que “o vírus está a espalhar-se de forma agressiva”.


TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS