EXERCÍCIO

Exercício intenso diariamente pode reduzir longevidade

Ao analisar os dados de longevidade de artistas tradicionais japoneses profissionais, cientistas do Instituto de Tecnologia de Tóquio, no Japão, descobriram que os atores Kabuki, conhecidos pelos seus movimentos vigorosos, tiveram uma vida útil mais curta, em comparação com outros artistas de artes tradicionais que levam estilos de vida sedentários.

Exercício intenso diariamente pode reduzir longevidade

Os resultados sugerem que exercícios extenuantes relacionados ao trabalho ao longo da vida podem não necessariamente prolongar a longevidade.

O exercício regular é frequentemente apontado como a chave para uma vida longa e saudável. Porém, poucos estudos investigaram comparações de longevidade entre aqueles que praticam atividade física vigorosa e aqueles que levam estilos de vida sedentários como resultado da sua ocupação ao longo da vida.

Os investigadores compararam a expetativa de vida de quatro grupos diferentes de artistas japoneses de artes tradicionais, examinando dados de um total de 699 artistas profissionais do sexo masculino.

Foi levantada a hipótese de que os atores Kabuki levariam vidas mais longas devido à atividade física de alto nível envolvida nas suas performances teatrais, em comparação com os praticantes de Sado, Rakugo e Nagauta, que são conhecidos por realizar cerimónias de chá, contar histórias e tocar instrumentos musicais enquanto estão sentados, respetivamente.

Ao usarem o método de análise de Kaplan-Meier, os cientistas descobriram que, ao contrário das expetativas, a vida útil dos atores Kabuki era menor que a dos outros três tipos de artistas tradicionais.

Os cientistas acreditam que uma das razões que explicam a expetativa de vida mais curta dos artistas Kabuki pode ser o facto de o treino excessivo de resistência e a atividade física superarem os aspetos benéficos do exercício físico regular.

Fonte: Eurekalert

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS