MEDICINA

EIT Health InnoStars distingue três consórcios de saúde no país

O EIT Health InnoStars decidiu apoiar 15 projetos inovadores em saúde que são desenvolvidos nas regiões mais avançadas da Europa Central, Oriental e do Sul.

EIT Health InnoStars distingue três consórcios de saúde no país

Cada projeto recebe até 75 mil euros em 2020 para o desenvolvimento de produtos ou soluções inovadoras, mas também para orientação e acesso à rede dos principais players da área da saúde na Europa.

Este ano, Portugal foi um dos países mais bem-sucedidos no concurso, com três projetos concedidos pela Universidade do Porto que prestam apoio nos projetos.

Para Elísio Costa, coordenador do EIT Health Hub Universidade do Porto, o “objetivo é estimular o desenvolvimento de inovações na área da saúde na nossa região. Trabalhamos constantemente na procura de novos talentos e convidamo-los a aproveitar as oportunidades oferecidas pelo EIT Health. Desta forma, conseguem obter não só o melhor aconselhamento, treino e financiamento da categoria, como o apoio necessário para a sua inovação, fomentando igualmente o crescimento da região”.

Já Mónika Tóth, manager do programa do EIT Health InnoStars RIS, refere que esta iniciativa pretende “promover a próxima geração de inovadores e apoiar o estabelecimento de novos negócios emergentes em saúde. E é mais do que dar financiamento. Identificamos e aprimoramos os melhores investigadores locais para a construção de consórcios, envolvendo outros participantes de negócios ou academias. Numa perspetiva de longo prazo, através desta oportunidade, eles podem atingir um nível de maturidade que lhes permita monetizar a sua inovação ou ampliar seus negócios”.

Os projetos distinguidos, este ano, foram: LIBRA - Plataforma digital para promover e sustentar comportamentos saudáveis na obesidade pela Promptly Health, uma spin-off da Universidade do Porto e Centro Hospitalar Universitário de São João, com apoio adicional da Universidade do Porto; FRADE - Plataforma pervasiva para deteção de quedas, avaliação e prevenção de riscos de quedas pela Associação Fraunhofer Portugal Research e pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, com apoio adicional da Universidade do Porto e ADHERENCE - Adesão ao tratamento da hipertensão e automonitorização da pressão arterial recorrendo à câmara do smartphone e processamento avançado de imagem por CINTESIS e MEDIDA, uma spin-off da Universidade do Porto, com apoio da Universidade do Porto.

Metade da equipa envolvida desenvolve novas soluções de assistência médica, como adesivos para tratamento da psoríase, ou sistemas de cultura em 3D para hepatócitos primários.

Por outro lado, quase 40 por cento dos consórcios premiados concentram-se em big data, soluções em cloud, aplicações e plataformas móveis. É um reflexo da tendência global. Como os prestadores de cuidados de saúde criam e coletam diariamente uma enorme quantidade de informação na área da saúde, é urgente encontrar soluções para lhes permitir o acesso e interpretação desses mesmos dados.

Fonte: EIT Health

TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS