DEPRESSÃO

Depressão associada a maior risco de doenças cardiovasculares

Um novo estudo realizado pela Universidade Simon Fraser, no Canadá, acredita ter encontrado evidências de que existe uma associação entre sintomas depressivos e um aumento do risco de doenças cardiovasculares e morte precoce.

Depressão associada a maior risco de doenças cardiovasculares

O estudo acompanhou 145 862 participantes de meia-idade, provenientes de 21 países, e constatou um aumento de 20 por cento nos eventos cardiovasculares e na morte de pessoas com quatro ou mais sintomas depressivos. Os riscos eram duas vezes maiores nas áreas urbanas e mais do que o dobro nos homens.

Os dados sugerem que os sintomas depressivos devem ser considerados tão importantes quanto os fatores de risco tradicionais, como tabagismo, pressão alta e colesterol alto, na prevenção de doenças cardiovasculares e morte precoce.

Os resultados do estudo, publicados no JAMA Psychiatry, conferem credibilidade às políticas existentes da Organização Mundial de Saúde, que defende a integração do tratamento e da prevenção de transtornos mentais nos cuidados de saúde primários.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS