ALCOOLISMO

Consumo de “baixo risco” de álcool também pode ser prejudicial

Não é apenas o consumo excessivo de álcool que é prejudicial; de acordo com um novo estudo publicado no Journal of Studies on Alcohol and Drug, o consumo de álcool dentro das diretrizes semanais de baixo risco também pode resultar em hospitalização e morte.

Consumo de “baixo risco” de álcool também pode ser prejudicial

Segundo cientistas da Universidade de Victoria, no Canadá, consumidores moderados não estão a salvo de danos; as diretrizes de consumo de baixo risco do governo canadiano afirmam que as mulheres não devem consumir mais do que dez porções de álcool por semana e os homens mais do que 15.

Os investigadores descobriram que uma porção significativa de morte e invalidez causada pelo álcool foi vivenciada por quem bebe de acordo com essas diretrizes.

Por exemplo, mais de 50 por cento das mortes por cancro resultantes do uso de álcool ocorreram em pessoas que bebem moderadamente.

Além disso, 38 por cento de todas as mortes atribuíveis ao álcool foram experimentadas por pessoas que bebiam abaixo dos limites semanais ou que eram antigos consumidores de álcool.

No entanto, para as mulheres, o consumo de álcool dentro das diretrizes oferece alguma proteção contra a morte, acidentes cardiovasculares e diabetes; no entanto, este efeito não se verificou em homens.


TEMAS

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS