OBESIDADE

COVID-19: confinamento piorou níveis de obesidade infantil

O confinamento implementado em todo o mundo devido à pandemia de COVID-19 teve um impacto negativo na dieta, no sono e na atividade física entre crianças com obesidade, segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos.

COVID-19: confinamento piorou níveis de obesidade infantil

Publicado na revista Obesity, o estudo examinou 41 crianças com excesso de peso sob confinamento durante os meses de março e abril na cidade de Verona, em Itália.

Quando comparados os comportamentos registados no ano anterior, as crianças faziam uma refeição adicional por dia; dormiam meia hora extra por dia; passaram mais cinco horas por dia a utilizar o computador e smartphones e a ver televisão; e aumentaram dramaticamente o consumo de carne vermelha, bebidas açucaradas e fast-food.

A atividade física, por outro lado, diminuiu mais de duas horas por semana, e a quantidade de vegetais consumidos permaneceu inalterada.


OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS