ANTIOXIDANTES

Consumo de cerejas pode diminuir risco de cancro

De acordo com uma nova investigação, o consumo de cerejas pode reduzir o risco de cancro, devido a esta fruta ter na sua composição flavonoides, os mesmos compostos que dão às cerejas a sua cor vermelha.

Consumo de cerejas pode diminuir risco de cancro

Os flavonoides são antioxidantes poderosos que dão aos frutos os seus benefícios anticancerígenas; as cerejas são uma excelente fonte de flavonoides, como a quercetina, a naringenina e a genisteína. Estes compostos antioxidantes podem proteger o corpo contra o stress oxidativo.

No entanto, o flavonoide antioxidante que dá às cerejas a sua capacidade de combater o cancro são as antocianinas.

Este estudo, publicado pela revista Cancer Letters, testou o potencial das antocianinas para inibir o crescimento de tumores intestinais e células de cancro do cólon humano em ratos de laboratório.

Cientistas da Universidade Estadual do Michigan, nos Estados Unidos, descobriram que as antocianinas, quando auxiliadas por outro composto encontrado nas cerejas, conhecido como cianidina, podem reduzir o risco de cancro do cólon.

Um outro estudo, realizado por cientistas da Academia Médica Militar Gulhane, na Turquia, descobriu que o extrato de cereja também pode ter um efeito inibitório nas células do cancro da mama. Especificamente, o estudo mostrou que o extrato de cereja foi capaz de impedir a propagação de células cancerígenas na mama.

Fonte: Food News

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS


ÚLTIMAS NOTÍCIAS